O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Bahia

GGB vai realizar ações com a SJCDH durante ano de 2010
Editoria local Salvador, Ba, 05.02.2010


Denise Tourinho, Mott e Cerqueira.

 

SALVADOR, 5/02/09 – Uma reunião realizada na sala da Superintendente de Direitos Humanos, psicóloga Denise Tourinho da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanhos (SJCDH) terminou com a indicação da realização de duas atividades do GGB a serem realizadas em parceria com a Secretaria que terão a finalidade de diminuir os índices de violência contra homossexuais na Bahia.

A iniciativa veio a partir de uma indicação feita pelo GGB à deputada Federal Lidice da Mata, (PSB) que sensibilizada com os índices alarmantes de violência contra homossexuais, fez a indicação de uma emenda orçamentária para a entidade através da SJCDH do Governo da Bahia. Na Bahia em 2009 foram registrados 25 homossexuais assassinados todos com requerentes de crueldade e homofobia.

A primeira ação visa uma campanha publicitária de massa voltada aos homossexuais e a sociedade em geral com vistas a diminuir esses índices vergonhosos. Serão impressas mensagens em placas de out doors, folhetos, cartazes e filmes para internet e televisão, mensagem para rádio e outras mídias. “Importante falar diretamente para as vitimas dessa violência e que todos possam entender e se prevenir”. Alerta Mott. “A Superintendência tem todo interesse de atuar nessa questão por entender da importância do combate a homofobia”, disse Denise Tourinho.

A Secretaria acabou de criar o Comitê GLBT, evento que tem a finalidade de pensar atividades voltadas a população de homossexuais. O GGB espera que essa ação acabe na formação de um Conselho Estadual, igual aos já existentes no Estado com dotação financeira e funcionários para a viabilidade das ações. Já é um começo de dialogo com o Estado nessa área. A segunda ação, menor mais de igual importância trata-se da viabilidade da publicação em forma de livro de todas as publicações do GGB ao longo de trinta anos.

Não é a primeira vez que a SJCDH realiza ações em parceria com o GGB o órgão a dois anos atrás através de convênio possibilitou impressão de cartilhas e cartazes com mensagens de combate a homofobia. Esses insumos foram distribuídos nas Delegacias e outros órgãos do Governo da Bahia. “A construção da Bahia que agente quer passa pela inserção dos homossexuais e o combate a homofobia como uma política efetiva de Governo”, disse Marcelo Cerqueira.

Em dezembro de 2009 a  Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza do Estado da Bahia decidiu atender pelo nome social travestis e transexuais usuárias do Sistema Único de Assistência Social. A decisão já entrou em vigor e, partir de agora, a população trans de todos os 417 municípios baianos deve ser chamada pelo artigo feminino em suas consultas.

A decisão foi tomada pelo secretário de Desenvolvimento Social e Combate a Pobreza do Estado da Bahia, Valmir Assunção, por meio da Portaria N° 220 de 27 de Novembro de 2009 e autoriza que travestis e transexuais usem os nomes como são conhecidas em formulários, prontuários, fichas de cadastros e documentos em geral do Sistema Único.

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia