O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Adeus

Morre atriz Nilda Specer fica a saudade
Editoria local, MARCELO CERQUEIRA


A poeta Mabel Veloso e a saudosa Nilda Spencer no Espaço Xisto da Biblioteca Central dos Barris. Elas receberam do GGB o troféu de 24 anos de luta. Agracidas pelo seu trabalho humanitário em favor da liberdade e da cidadania.

 

SALVADOR,10/10/08 -  A morte da atriz baiana Nilda Spencer, 85 anos, nessa última quinta-feira deixou a comunidade de teatro de luto. A Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia decretou um dia de luto oficial em memória a ela que foi considerada uma grande dama do Teatro na Bahia.

Nilda Spencer faleceu devido a duas paradas cardíacas. Seu corpo foi cremado no Cemitério Jardim da Saudade, suas cinzas servirão certamente de mágica para fertilizar a mente da grande legião de admiradores que viam na atriz baiana competência, elegância e dignidade no palco e na vida diária da cidade de Salvador.

O grupo Gay da Bahia (GGB) através de seu site na internet vem aqui dedicar o seu último adeus a essa grande dama, como de fato foi. “Nilda foi sempre uma atriz dedicada ao teatro, participou dos grandes momentos da vida cultural da cidade, com charme e elegância” disse Luiz Mott, antropólogo da Ufba e fundador do Grupo Gay da Bahia,  do Rio de Janeiro onde participa de eventos culturais da cidade.  “Essencialmente uma grande mulher de teatro, tanto na vida privada quanto vida publica”, conclui Mott.

Nilda Spencer recebeu do Grupo Gay da Bahia (GGB) o troféu de 24 anos, concedido a 24 personalidades culturais da Bahia que com o seu trabalho conseguiram abrir espaços sociais, políticos e de palavras para a construção de uma vida sem estigmas e preconceitos. E Nilda na avaliação do GGB ajudou a criar esses espaços em épocas bicudas, difíceis e obscuras ela estava lá firme com sua arte quebrando preconceitos e estigmas.

Sua relação de amizade com muitos homossexuais notórios em Salvador foi algo excepcional em uma época que não era muito comum esse tipo de amizade. Sempre teve grandes amigos homossexuais e nunca teve atitudes preconceituosas. Viva o teatro baiano por ter produzido alguém com tanta humanidade, caráter e enérgica vital.

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia