O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Presidente do GGB fala na Metrópole

Ai Vêm Elas, na Metrópole
Ativista Gay falou por duas horas com Rita Batista, Luana Montargil e Ana Borges
Da redação do site



CERQUEIRA, ativista gay do GGB falou sobre sexo, amor, desejo e familia para os ouvintes da Rádio Metrópole com Rita, Ana e Luana do Ai Vêm Elas.

 



 

 

 

 

SALVADOR, 12/12/07 - O entrevistado do Programa Aí Vêm Elas da rádio Metrópole nessa última terça-feira, onde foi o presidente do Grupo Gay da Bahia,(GGB) o ativista gay Marcelo Cerqueira.

Cerqueira falou por duas horas com as animadas Rita Batista, Luana Montargil e Ana Borges, apresentadoras do Ai Vêm Elas. O papo foi sobre homossexualidade, preconceito, cultura diversidade e por fim a questão da violência que ainda é muito recorrente em nossa cidade.

O tema mais abordado foi à questão da família. Cerqueira disse através dos microfones da Metrópole que a violência contra homossexuais começa em casa, segue a escola e termina muitas vezes com o homicídio, extermínio da pessoa humana. Ele também falou que “homossexuais que tem apoio da família são bons filhos, profissionais capacitados e excelentes pessoas, porque a família é a estrutura mais sólida da sociedade”, disse. As apresentadoras recordaram do assassinato do profissional de comunicação José Mauro, funcionário da TV-E morto no mês de setembro por um ex- presidiário em Salvador. Na opinião de Rita Batista “Nesse caso a família do morto teve papel importante, cobrou da Polícia até que encontrassem quem fez tamanha brutalidade com seu ex-colega” disse no ar para os ouvintes do Ai Vêm Elas. Cerqueira aproveitou a oportunidade para parabenizar a presteza da Polícia Civil em solucionar o caso. 

Cerqueira também respondeu perguntas de muitos ouvintes que ligaram e participaram do programa. Uma das apresentadoras pediu para fazer a definição das categorias gay, lésbica e transgêneros. Cerqueira explicou e acalmou as namoradas e esposas que não se sentissem incomodadas quando passe uma travesti, transexual ou transgêneros e seu namorado ou marido desse uma olhada mais apurada no material das meninas. Esta categoria na visão do ativista não é homossexual e sim tem comportamento heterossexual. Por isso que os machos heteros gostam. Eles olham e vêem as formas femininas expressas nos seios, nádegas e outras partes e logo despertam o desejo, cobiça e curiosidade.  Um dos fatos relevantes nessa analise de Cerqueira é que grande parte dos gays não sentem interesse sexual por travestis, transexuais ou transgêneros, estabelecem apenas relações de amizades mutuas. 

O programa Ai Vêm Elas é transmitido diariamente pela Rádio Metrópole em Salvador. Trata-se de uma agradável conversa entre amigas sobre amor, sexo, traição, conquistas, desilusões e outros assuntos, sempre das 15 às 17hs. Sintonize-se.

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia