O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

GGB promove exposição de futebol gay argentino

A ideia é mostrar que não existe nenhuma razão para discriminar homossexuais na prática desse esporte popular.

Argentinos e gaúchos têm em comum, além do chimarrão, forte culto ao machismo, e esta exposição do fotografias de um time de futebol de gays de Buenos Aires mostra que o diabo não é tão feio quanto se pinta: “hay que endurecer, sin perder la ternura”, já dizia o argentino Che Guevara.
A prova disto é a existência em Buenos Aires, desde 1998, do time de futebol D.A.G. DOGOS. O nome não diz muito pra nós brasileiros, mas os argentinos entendem: D.A.G. significa “Desportistas  Argentinos Gays” e Dogo é o nome de uma raça de cão nativo. Lá, cada time de futebol tem um animal que os identifica, e escolheram exatamente o Dogo, um “perro bravo” do tipo pitbull, para desconstruir a idéia que todos os gays são  delicados e não gostam, nem sabem jogar futebol.

Os gays também são de briga e brigam bem no gramado.
As belas imagens coloridas do fotógrafo argentino, JOSÉ LUIS SCHANZENBACH, contam um pouco da história deste inédito time de futebol gay. Segundo o fotógrafo,  “Os DOGOS têm como objetivo incentivar a prática de esportes pela comunidade gay e sua integração na sociedade Argentina. 80% dos jogadores devem ser homossexuais, porém, é garantida sempre a presença de heterossexuais como prova de nosso respeito à diversidade e para não ficarmos isolados em guetos.”

Os Dogo já participaram, sempre recebendo medalhas e muitos aplausos da galera,  dos Jogos Gays de Amsterdã, do Mundial Gay dos Estados Unidos e da Alemanha, do Campeonato Nacional B. da Argentina. Suas últimas conquistas, em 2007, foram  a vitória na Copa Cristo Redentor, disputada contra a Seleção Chilena Gay de Futebol e sua consagração como Campeão do Mundo no recente  torneio da Associação Internacional Gay e Lésbica de Futebol (IGLFA). O atual Presidente do Dogos é o advogado Néstor Gammella, que conta no seu time com a participação de um brasileiro,  Makon, que fez o gol da vitória na Copa do Mundo Gay em setembro último.

As 22 fotos que compõem a exposição TIME DE  FUTEBOL GAY DA ARGENTINA  mostram a equipe no campo, no vestiário, o juiz e os bandeirinhas, a galera dos simpatizantes. Não opinião de Huides Cunha, proprietário do Portal Marcellus, o maior site gay da Bahia, “são fotos bem comportadas, que revelam um pouco do caráter dos argentinos: lutadores, sérios, homens de verdade! Pena que a comunidade gay brasileira ainda não tem seu time nacional. Aqui na Bahia, há vários times de futebol de lésbicas, nenhum de gay  logo no país do futebol!”

O fotógrafo  JOSÉ LUIS SCHANZENBACH já participou de exposições em Buenos Aires, no Museo Mitre, na Escuela de Educacion Merlo, Escuela de fotografia C.A.F., obetendo diversos prêmios, como melhor trabalho da Escola CAF. Seus temas focais, além do futebol gay, incluem a dor das mães da Plaza de Mayo e sobre deficientes físicos.


A exposição TIME DE  FUTEBOL GAY DA ARGENTINA EM SALVADOR conta com o apoio e assistência da Cônsul da Argentina em Salvador, Sra. Maria Margarita Ahumada e tem sua abertura e coquetel nesta 3ª feira, 18 de março, às 16hs, na Sede do Grupo Gay da Bahia. Entrada franca.

Coletiva para a Imprensa e Coquetel de abertura: Sede do GGB
R. Frei Vicente 24 - Pelourinho - Fones: 3328.3782  3322.2552  9989.4748

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia