O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Nasce o Sol ao 2 de Julho

Balizas acrobáticas viram atração no 2 de Julho na Bahia
Editoria local Salvador, Ba, 2/07/09

 

SALVADOR, 2/7/09 – Todo ano é a mesma coisa. As Mercês é ponto de encontro para gays, lésbicas e simpatizantes que esperam horas seguidas para ver a evolução das Fanfarras que desfilam no cortejo da tarde por ocasião do 2 de Julho data cívica que se comemora a Independência da Bahia. Dois personagens são os mais esperados pelo público, sãs as balizas gays ameaçadas de extinção por conta de um decreto da Associação Baiana de Fanfarras (AFABE) que determina e proíbe comportamentos que não sejam considerados adequados as balizas como, por exemplo, usar cabelo longo, fazer execuções de acrobacias que não condizem com o gênero da baliza. Com o decreto as balizas só podem marchar como se fosse soldado situação essa que gerou protesto por parte daqueles que adoram ver as evoluções das balizas nessas datas comemorativas.

Manoel Camoruji que acompanhava a execução das balizas achou que diminuiu um pouco a evolução delas “Eu acho que esse ano elas estão mais comportadas, como se alguém tivesse feito algo”, disse. A presença de homossexuais é notória e estimulada pelos integrantes das Fanfarras. Roni Von é a baliza maior da Fanfarra do Educandário Almeida Brito do município de Euclides da Cunha na opinião da pratista Viviane Gonçalves ele é indispensável ao grupo é sempre motivo de alegria contagia tudo por onde passa. E foi isso que aconteceu na passagem da Fanfarra pelas Mêrces. O grupo é tetra campeão baiano na categoria. “Eu acho ele excelente, animado e comanda com firmeza todo o grupo”, disse Viviane.

Vestida de preto, calça de lycra justa, penacho na cabeça Diana Brito, 24 anos é baliza acrobática da Fanposandy e Joseval Santos, 25 anos é baliza maior. Ambos têm funções especificas de igual grandeza na Fanfarra. Na opinião compartilhada por ambos “As balizas são almas das Fanfarras”, disseram. A baliza maior comanda todos e em especial a banda, ela quem abre caminho e determina a evolução é como se fosse o maestro de uma orquestra.

Já a baliza acrobática o nome já diz tudo, refere-se às acrobacias e evoluções sincronizadas. Muito a vontade o tocador de prato Davi Ramos, 23 da anos Fanfarra San Diego do Colégio Polivalente do Uruguai acha que elas são as rainhas da alegria. “Fechação pura, sem elas as Fanfarras não tem vida”, disse.

Muitas balizas acompanham a banda desde a época de formação. Ricardo Santos, 18 anos é baliza acrobática desde os 15 anos na Fanfarra do Colégio Castelo Branco em Periperi. Mesmo não sabendo do tal decreto acha que isso não vai ser aceito pelas Fanfarras na Bahia. . “Quero é só ver se isso vai pegar, impossível fazer uma coisa discriminatória assim”, disse o jovem.

O Psicólogo Gilmário Nogueira acredita que esta ação se verdadeira for é um retrocesso na manifestação popular e na identificação dos homossexuais com a festa do 2 de julho “Acho a participação delas fantástica, é espontânea e representativa para os gays”, disse.  Já o antropólogo Eduard Macrae vai mais além à interpretação da adesão dos gays ao evento do 2 de Julho. “Essa participação deve ser desde o tempo da independência, claro que de outro modo, mas presente”, disse.

Em meio à empurra-empurra de pessoas e bandas procuramos alguém da Associação para falar sobre o assunto, mas não foi possível encontrar ninguém. O GGB vai enviar carta cobrando esclarecimentos do episodio.

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia