O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  


Bradesco condenado a pagar 1 milhão

Deu no site do Sindicato dos Bancários da Bahia - A Justiça condenou ontem o Bradesco a pagar indenização de R$ 1 milhão por danos morais a Antônio Ferreira dos Santos, ex-gerente geral da agência Itaigara, vítima de discriminação por orientação sexual. A sentença é da juíza Margareth Rodrigues Costa, da 24a Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da 5a Região.

Mesmo reconhecido pela competência, tendo inclusive recebido prêmios por cumprimento de metas e homenageado em São Paulo pelo presidente do banco, Márcio Cipriano, o ex-gerente foi vítima de assédio moral durante os anos em que trabalhou na empresa, pelo fato de ser homossexual, sendo demitido sem justificativa.

Antônio Ferreira começou a trabalhar no Baneb em 1985, passando a ser funcionário do Bradesco depois da incorporação. A partir daí começou a sofrer assédio moral, principalmente do então superintendente Fernando Tenório, atualmente diretor regional, que o ofendia publicamente, criticando a sua orientação sexual, com expressões chulas, na frente de empregados e clientes.

Depois de anos sofrendo discriminação no ambiente de trabalho, Antônio Ferreira foi demitido por justa causa em 24 de fevereiro de 2004. Na comunicação emitida pelo banco não há qualquer explicação para a demissão do funcionário. Em um trecho da sentença, a juíza afirma: “Parece claro que os fatos foram se apurando e afunilando, em uma perseguição lenta, discreta e insistente de parte de Fernando Tenório (superintendente imediato do autor), notadamente, redundando na despedida do reclamante e, como não consta que havia motivo algum plausível para tanto ...”.

Devido à justa causa que recebeu do Bradesco, o ex-gerente teve dificuldades de retornar ao mercado de trabalho. Fez entrevistas de emprego no Safra, Itaú, Santander e BIC. Apesar de ter um bom currículo, inclusive com pós-graduação pela UFRJ, não foi contratado.

Depois da demissão, conseguiu trabalhar no banco Santos, hoje em processo de liquidação. Atualmente está desempregado.

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia