O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

GGB lança código de ética para profissionais do sexo homens, mulheres e travestis
Ação quer promover a saúde e o respeito a vida e a dignidade da pessoa

A administração municipal de Roma na Itália em 2008 com o objectivo de afastar a prostituição das ruas de Roma o município aprovou um novo regulamento que proíbe “mulheres com vestidos indecentes”. Na prática a ideia é tentar moralizar os hábitos moralizando os hábitos. Mais ou menos assim não fosse Roma, Roma e os romanos, romanos. A ideia pouco ou nada desagradou às meninas que vendem felicidade a metro. Com informações do site 31 da armada - Foto divulgação.

Salvador, BA, sexta-feira, 7 de outubro de 2011 – Editoria do site

A prostituição sempre existiu desde os primórdios da humanidade. Hoje essa prática evoluiu graças aos avanços tecnológicos que possibilitam aos profissionais do sexo vender seus serviços sexuais em sites da internet e através de classificados online e impressos de jornais de grande circulação. Isso fez com que muita dessa gente trocasse as ruas das grandes cidades por esse meio, mais seguro e mais cômodo. Por outro lado existem aqueles que preferem, por falta de condições ou gosto pela aventura oferecer os  seus dotes nas ruas das cidades.

O Grupo Gay da Bahia (GGB) a partir dos relatos violentos envolvendo profissionais do sexo na cidade de Salvador, situações envolvendo furtos, acusações de não cumprimento de acertos relativos à prestação de serviços sexuais, não que a nossa entidade seja um órgão regulador dessa atividade realizada por homens, mulheres, travestis e transexuais, resolve. Promover a divulgação de conteúdo voltado a humanização desse trabalho com vista na valorização da pessoa humana e da vida.

O Material em questão tem apenas três objetivos, claros que são; 1) Reforçar  os conhecimentos de homens, mulheres e travestis envolvidos na prática da prostituição sobre a transmissão, tratamento e prevenção das doenças de transmissão sexual com vistas a reduzir o índice de infecção junto a essa população e a sua clientela;
 2) Introduzir junto á estas populações através de linguagem adequada a cada ambiente social, recomendações específicas que possibilitem a mudança de comportamento e reduzam a vulnerabilidade social e de saúde dos mesmos;
3) Contribuir para a promoção dos direitos humanos e valorização da vida e do seres humanos envolvidos nessas praticas e suas clientela;

“Nunca é tarde para sonhar e lutar por um mundo melhor onde as pessoas possam ser mais felizes, realizadas dentro do que escolheu, mesmo que inconsciente para viver” afirma Marcelo Cerqueira, presidente do GGB e editor do “Código de ética na prostituição”. O Grupo Gay da Bahia espera que o material consiga chegar ao público alvo de forma ampla e também possa mudar velhos hábitos e também praticas anti-sociais inseridas no contexto da prostituição de homens, mulheres, travestis e transexuais. Conheça o manual clicando AQUI! , boa lietura!

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia