O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Mistério
cabeleireiro é amarrado e enforcado em casa no DF
Por Marcelo Cerqueira com informações do Correio Braziliense

O caso vai ser acompanhado pelo Grupo Estruturação de Brasília. O jornalista Welton Trindade declarou que o caso vai constar no Indicador Cinza da entidade, uma espécie de estatística de crimes, tal a que o GGB realiza na Bahia com dados de todo o Brasil. .

BRASÍLIA, DF - 11/04/09 - Um homem de 56 anos foi encontrado morto, amordaçado e com a cabeça envolta num lençol, no interior do apartamento onde morava, no Paranoá, no fim da tarde de ontem. Ele também tinha os pés e mãos amarrados por fios, usados para estrangulá-lo, segundo os investigadores do caso. A vítima trabalhava como cabeleireiro em um salão de beleza localizado na Quadra 27 da Avenida Comercial do Paranoá. Não tinha mulher nem filho.  
 
Ninguém sabia o horário exato do crime. Testemunhas disseram, porém, que na quarta-feira à noite, o cabeleireiro Raimundo Nonato Carneiro Bottentuit foi visto na companhia de um rapaz não identificado. Os dois subiram as escadas até o apartamento da vítima, no primeiro andar de um prédio residencial localizado no Conjunto 11 da Quadra 17.  
 
Vizinhos não ouviram nenhum barulho. Há 20 dias, houve uma festa no apartamento de Raimundo. Uma colega da vítima que teria ficado poucos instantes no lugar disse ter visto seis homens no imóvel. “Nenhum deles, no entanto, é visto como suspeito do crime. Mas vamos investigar todas as possibilidades para saber realmente o que aconteceu”, explicou o delegado Eduardo Gomes, plantonista da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).  
 
O apartamento onde ocorreu o crime ficou fechado após o fim da perícia. Contudo, segundo um investigador, a vítima calçava sapatos marrons, vestia calça jeans e camiseta. Ela foi encontrada caída na sala, com sinais de estrangulamento, causado, ao que parece, pelo fio do telefone. A família não quis dar entrevista. Mas revelou que Raimundo morava sozinho no apartamento.

Grupo Estruturação LGBT vai acompanhar o caso em Brasília

O Grupo Estruturação LGBT de Brasilia teve conhecimento do acontecimento através da imprensa. Welton Trindade da organização informa que um dos advogados que presta serviço para a entidade vai acompanhar o caso."Com a confirmaçaõ da orientação sexual homossexual ou bissexual da vítima, será incluso no Indicador Cinza, nosso índice de acompanhamento de punição de crimes contra LGBT" declarou Trindade.

Bahia registra quinto caso esse ano

Com o assassinato do homossexual Nilson da Silva Dórea, 48 anos morado a Rua Afonso Peixoto no bairro de Itacaranha, Subúrbio Ferroviário de Salvador sobe para cinco os crimes contra homossexuais na capital baiana somente esse ano. De acordo com informações da Policia Civil da Bahia a vitima apresentava ferimentos feitos por um objeto cortante no pescoço. A Policia ainda não tem pistas do criminoso. Com o assassinato do cabeleireiro de Raimundo Nonato em Brasília sobe para 47 o número de homossexuais assassinados no Brasil de acordo dados divulgados pela imprensa brasileira. O GGB tem acompanhado a evolução destes crimes desde o ano de sua fundação em 1980. Em parceria com a Universidade Estadual da Bahia e Ministério da Saúde um projeto busca catalogar e desenvolver uma analise mais apurada da violência contra homossexuais em todo o Brasil. Compõe o grupo de pesquisa os antropólogos Marco Antonio Martins, Osvaldo Fernandez, Luiz Mott e o urbanista Erico Nascimento. A partir do material catalogado pelo GGB eles irão identificar e propor soluções para diminuir o impacto da homofobia no Brasil.

 

 

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia