O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Carnaval 2008
Foliões gays do Crocodilo protagonizam cenas de beijo
Por Redação

SALVADOR, BA – 12/02/08 – Dias passados do Carnaval da Bahia circula a notícia e as fotos de beijos entre pessoas do mesmo sexo dentro das cordas do Bloco Crocodilo puxado pela rainha do Axé Music Daniela Mercury. Mesmo durante os dias de Carnaval era o papo que rolava na cidade estava todo mundo falando que o bloco mais gay foi o Crocodilo. Nem Margareth, com os Mascarados, ficou com esse título, também baixando as cordas é mais complicado porque possibilita a participação de muitos e perde um pouco a identidade original.

Um fato a considerar é que o público do Bloco Os Mascarados da diva afro-pop Margarete Menezes que sempre prestigiou a cantora é composto especialmente por gays e simpatizantes de uma classe social diferenciada que bloco guiado por Daniela. Os Mascarados de Maga predomina a presença de profissionais liberais, artistas e intelectuais, pessoas adultas com idades variadas classe média. Essas pessoas são mais discretas, foliões que não estão dispostos a protagonizarem cenas do gênero. Desfila de tudo nos Mascarados sai de casal hetero, lésbicas, gay, gente solteira na esperança de encontrar outro mascarado de certo modo são pessoas muito mais comportadas por suas origens. Existe uma tradição no bloco de Maga de sair uma grande quantidade de amigos, um chama o outro e no dia do desfile na Barra é uma grande confraternização de grupos de pessoas conhecidas, percebe-se isso de forma clara.

Já o bloco Crocodilo de Daniela é composto pela moçada mais jovem e muito mais disposta a protagonizar tórridas cenas de beijos e caricias em público. O bicho pega!  “essa molecada jovem não tem espaço nos Mascarados, por o Crocodilo ter uma postura mais juvenil, eles se aproximam do bloco” acredita Marcelo Cerqueira,

 De qualquer sorte, fotos do Bloco Crocodilo, de Daniela, a rainha do Axé Music comprovam essa participação entusiástica de gays e lésbicas desde o carnaval de 2005 que ficou evidenciado a simpatia do público GLS por sair no Bloco Crocodilo no Carnaval da Bahia. Alguns mais ortodoxos fazem a piada de que “Pelo jeito nesse bloco ser hetero é coisa de gente careta” nada disso, ou melhor, a mística do carnaval é essa a mistura a diversidade. “Eu acho massa ter esses picos no Carnaval da Bahia onde todos se vestem a fantasia de alguma coisa” disse Marcelo Cerqueira, presidente do GGB. Como diz a Daniela Mercury “é carnaval tudo é normal” normal em especial tirar a máscara e vestir a roupa de folião, cidadão o folião.

   

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia