O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Cidade do México legaliza união civil gay

David Sanchez (foto) da ala esquerdista do Partido da Revolução, que apoia no Congresso os homossexuais.

Cidade do México - A Cidade do México aprovou as uniões civis entre homossexuais ontem, legalizando parcerias gays pela primeira vez no segundo maior país católico do mundo.

A assembléia municipal da capital, controlada por legisladores de esquerda, aprovaram a medida por 43 votos a favor e 17 contra, enquanto centenas de pessoas protestavam do lado de fora do edifício.

O congresso local, no Estado de Coahuila, fronteira com o Texas, iniciou debate similar para legalizar uniões civis entre gays nesta semana. ´Estas reformas serão como uma bola de neve que ninguém conseguirá deter´, disse David Sanchez da ala esquerdista do Partido da Revolução Democrática, um dos poucos congressistas abertamente gays daquele país.

As medidas aprovadas na Cidade do México e discutidas em Coahuila são baseadas no código civil francês e dão direito de propriedade, pensão, herança e direitos familiares. No entanto, não permitem casamento ou adoção de crianças.

Fora da assembléia, ativistas gays com bandeiras nas cores do arco-íris e oponentes cristãos trocavam farpas.

´É anti-natural. Eles estão indo em direção a algo que é contra a humanidade. Sociedades sempre caíram em decadência quando se permitiu a homossexualidade e a ruptura da família´, disse o opositor Humberto Muniz.

As autoridades da Igreja Católica no México condenaram a união gay. Quase 90% dos 107 milhões de mexicanos são católicos e grupos evangélicos conservadores estão ganhando peso no país. Apenas o Brasil tem mais católicos que o México.

PARADA GAY - A parada do orgulho gay de Jerusalém, condenada por líderes religiosos conservadores e pelo Vaticano, será realizada hoje no estádio esportivo de uma universidade por ´questões de segurança´.

´A decisão foi tomada depois de um acordo entre a organização homossexual Open House e representantes da comunidade judaica ortodoxa´, disse à rádio do Exército ontem o chefe da Polícia local, Moshe Karadi.

A Polícia havia informado na noite de quarta-feira que a passeata - adiada duas vezes - provavelmente seria novamente adiada devido ao estado de alerta elevado depois da ameaça de militantes palestinos de retomar os ataques suicidas. Diario do Nordeste, 12 de novembro de 2006.

E-mail do deputado: david.sanchez@congreso.gob.mx

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia