O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Fantasia Gay
5/01/2008
XI Concurso de Fantasia Gay é sucesso na segunda de Carnaval

Por Redação

 

SALVADOR, BA - Um público de aproximadamente cinco mil pessoas compareceu ontem 4 de janeiro, segunda-feira de Carnaval a Praça Municipal, centro de Salvador para prestigiar a XI edição do Concurso de Fantasias Gay da Bahia. Uma passarela com dezoito metros foi montada em frente ao palácio Tomé de Souza, sede do governo municipal de Salvador para receber vinte e dois participantes que desfilaram aos olhares atentos do público e da comissão julgadora.

Eram cerca de 12hs e a equipe do Grupo Gay da Bahia composta por Denis Gomes, Otavio Reis Filho, Keila Simpson já estavam a postos checando os detalhes operacionais do evento na Praça. Um camarim climatizado foi armado como de costume no estacionamento do Palácio Tomé de Souza que serviu de espaço para que os participantes pudessem fazer maquiagem e aprimorar alguns aspectos importantes de suas roupas, apesar de que alguns preferiram espalhar-se, melhor, esconder-se para não “queimar” o impacto de suas criações. Foi o caso do produtor da fantasia vencedora no terceiro lugar que ostentava o sugestivo nome de Picoleta Chupa Toda que distribuiu picolé de frutas aos jurados e público presente, causando o maior rebuliço com a distribuição dos picolés.

Simpática e esbanjando plástica e boa forma Lena Oxxa foi a dinâmica apresentadora do concurso e junto com Marcelo Cerqueira, presidente do GGB, faziam apresentação dos participantes descrevendo as suas criações no momento em que eles se apresentavam para os jurados. No evento não faltou por diversas vezes à tradicional frase “A Bahia é gay” do outro mestre de cerimônia, Luiz Mott, que além de ser decano do movimento homossexual brasileiro foi recentemente empossado por Gilberto Gil, ministro da Cultura, Cavalheiro da Ordem do Rio Branco em novembro passado.

O desfile começou quando Marcelo Cerqueira vestido de marinheiro subiu ao palco e começou apresentar a comissão de jurados, chamando um por um. A tropa que iria julgar a originalidade, criatividade e evolução dos concorrentes constavam figurões e figuronas da sociedade baiana como advogada Letícia Portela, o empresário da Sauna Planetário 11 Valmick Brás, Davi Aranha da Vanserv Turismo, o cabeleireiro Bruno Brasil, o estilista Ítalo, a transformista Lizz Barum, a “Cigarra da Madrugada” Myrian Thereza, a travesti engenheira e líder no Amazonas Dra. Weidmann, Socorro Chaves da Coordenação Municipal de Aids, o ativista do Grupo Estruturação de Brasília Milton Santos e finalmente o editor do Portal Marccelus  o jornalista  Marccelus Bragg e outros. Também estavam em cima do palco a dar palpites o Babalorixá Lomanto, a esteticista Afro Negra Jhô, Isaac Júnior que faz a Drag Gotcha Smith e o Rei Momo Gordo, Edgard.

Era cerca de 19hs quando Lena Oxxa anuncia Dion e Marina Garland como às primeiras atrações da noite gloriosa que estava apenas começando. Depois se sucederam no palco fazendo acrobacias e peripécias, Eyshilla Butterfly, Fabiane Galvão, e Natasha Vogue, Suzi de Costa e a diva Lady Diane Welch, entre outras. Os shows foram divididos em dois blocos seguindo o modelo de apresentação das fantasias no palco em grupo de doze por entrada.

No total foram premiadas sete produções no evento, são elas. O primeiríssimo lugar da noite foi para a fantasia vinda de Feira de Santana. Luiz André de Aguiar Silva levou para a princesa do Sertão a quantia de cinco mil e quinhentos reais mais troféu de acrílico do Carnaval da Bahia. Ele desfilou alegoria que tinha o nome de Como Dizia Caetano, Narciso acha feio o que não é espelho. Fantasia produzida por Marcos Freitas composta de pedacinhos de espelho,  que deve ter dado muito trabalho na montagem da roupa. Já o segundo lugar da noite foi para o veterano Joaquim Assis, que desfilou alegoria Mistério das cores no frevo e na capoeira fantasia. O terceiro lugar foi novamente para o representante de Feira de Santana, Eduardo Luiz Cerqueira Melo, conhecido pelo nome de Duda Waheey, com a fantasia Picoleta Chupa Toda, toda coberta de palitos de picolés conduzindo um carrinho, foi uma revolução quando ele começou a desenvolver-se na passarela. As demais classificadas respectivamente foram; Lavagem do Bonfim de Ivo Lancelotti, Água! Fonte de Vida, Bombril e Oxum último ganhador que levou quinhentos reais para casa. Como diz o ditado popular é melhor merendar que dormir com fome.

O XI Concurso de Fantasia é uma realização do Grupo Gay da Bahia (GGB) com apoio da Prefeitura Municipal de Salvador. É uma ação para pontuar a presença gay no evento e na opinião de Marcelo Cerqueira do GGB “Os gays no geral tem uma veia artística muito pulsante. O Concurso serve para promover essa particularidade dos homossexuais, a criatividade”, declarou o ativista gay.

Confira as fotos da Parada Gay de Caravelas

(Clique para ampliar as imagens)

Materias sobre o tema

FANTASIA GAY - GGB inscrições para XI edição do Concurso de Fantasia Gay da Bahia.

XI FANTASIA GAY - Lena Oxa vai comandar a festa na segunda de Carnaval

 

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia