O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Jogou o carro em cima de dois homossexuais em Conquista
Na hora do crime ouviu-se dizer “vamos matar os viados”

O que parecia um final de noite feliz para os dois amigos, terminou em grande tragédia. Alberto Alves Rodrigues, conhecido como Beto, 32 anos, trabalhava como serviço prestado no DST/COAS da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista em companhia de seu amigo Charles, 28 anos, ator estavam retornando para casa no Alto Maron na madrugada de sábado para domingo 13/8 quando na Rua Bruno Barcelar foram alvejados por um veículo que de forma violenta foi direcionado contra os dois, tentaram escapar mas, acabaram sendo atingidos. Os dois homossexuais, ambos vítimas anunciadas de uma ação homofobia.

A força do impacto foi tão grande que Roberto o “Beto” sofreu traumatismo craniano e Charles teve fraturas expostas nas duas parnas. Os dois amigos foram levados em coma para o Hospital de Base na Rua das Filipinas no bairro da Guanabara o primeiro pela gravidade dos ferimentos acabou falecendo logo após dar entrada no hospital. Já o segundo, Charles, não corre mais risco de vida, porém encontra-se com as duas pernas comprometidas, talvez para o resto da vida.

No veiculo havia cerca de quatro pessoas e de acordo com informações de populares o motorista de prenome Leandro, mora no bairro Panorama e trabalha em uma das Lojas Insinuante de Vitória da Conquista. Luciano Pecorelli, 33 anos, enfermeiro amigo das vitimas acredita que não existe outro motivo para explicar o crime a não ser homofobia (ódio aos gays) e é categórico na sua afirmação sobre o fato “Discriminação, homofobia mesmo eles já haviam prometido fazer isso com os dois” disse.

O enfermeiro Pecorelli não quer que esse crime caia na impunidade. “Quando eu fui visitar Charles no hospital, ele me disse que os caras gritaram; Vamos matar os viados”, e logo aceleraram e alvejaram os dois. Ainda de acordo com ele havia algumas pessoas na rua naquela hora e poderiam prestar informações sobre o crime.

Devido a brutalidade do impacto a placa do veículo deslocou-se e foi encontrada em baixo do corpo de uma das vitimas o que facilitou a Policia chegar ao dono do veiculo. As investigações estão sendo conduzidas pelo delegado Marcos Vinicius do Distrito Integrado de Segurança Pública (DISEP).

Marcelo Cerqueira, presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB) também vê o crime como um típico caso de homofobia. “Esse ódio, expressado é uma grande ameaça a todos os homossexuais, até quando vamos conviver com isso”, desabafa. O ativista ainda acredita que alinhado a falta de interesse das policias em coletar provas e investigar a impunidade estimula novos crimes e matar homossexuais se torna cada dia algo banal. “É preciso que não somente o motorista mas todos aqueles que se divertiram com a agonia dos corpos ao chão paguem com pena máxima e exemplar”, conclui.

O GGB estará enviando ofício ao Delegado-Chefe da Policia Civil, Dr. Edmilson Nunes, Secretaria Nacional de Direitos Humanos do Ministério da Justiça e ainda este ano estará organizando a I Parada Gay de Vitória da Conquista em novembro para denunciar os casos de violência e homofobia praticado contra homossexuais. A Parada gay tem o tema Homofobia é Crime, em alusão do projeto de Lei da Deputada Iara Bernardi (PT-SP) que torna homofobia crime inafiançável. Salvador, Bahia, 16 de agosto de 2006. Da Editoria do Site do GGB.

Onde denunciar

Delegado-chefe
Dr. Edmilson Nunes
Policia Civil do Estado da Bahia
Salvador, BA.

Dr. Ivai Augusto dos Santos
Ministério da Justiça
Secretaria de Direitos Humanos
Brasília, DF.

Distrito Integrado de Segurança Pública, - DISEP –
Dr. Marcio Alan, coordenador geral.
Rua Humberto de Campos, 205 – Jurema
45.023.140 - Vitória da Conquista, BA
(77) 3425 8300.

Marcos Vinicius, (77) 3424-3577 – 3424-1855
Diário do sudoeste - fone (77) 3223 5055

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia