O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

É uma vergonha
GGB oferece denúncia ao MP contra Programa Na Mira de Uziel
Por Redação

 

Apresentador do Na Mira Uziel Bueno. Abusa do Achincalhamento com pobres e homossexuais para promover o seu programa de cunho sensacionalista na TV Aratu afiiada do SBT na Bahia.

 

 

SALVADOR, 22/05/09 – O programa Na Mira que vai ao ar pela Televisão Aratu uma afiliada do SBT na Bahia na manhã de hoje noticiou o caso envolvendo o homossexual Edmilson Ribeiro dos Santos, 30 anos, iria visitar seu suposto companheiro identificado como Alexandro Pereira. Ele foi detido por policiais da revista do Presídio com uma quantia de drogas inserida no ânus.

O apresentador que atende pelo pré-nome de Uziel usou e abusou do escracho para desqualificar a vitima. Chamou-o de homem gaveta, cofrinho e ainda o repórter que conduzia a matéria namaior descompostura perguntava a vitima se não doeu ele ter inserido os produtos no ânus. De forma constrangida e coagida a responder a vitima explicava os procedimentos feitos para inserir os objetos na região anal. Aos berros o eufórico apresentador no estúdio de televisão, reproduzia comentários esdrúxulos e repetia várias vezes os momentos dramáticos da tragédia sofrida por Edmilson Ribeiro dos Santos.

Marcelo Cerqueira presidente pode ver o momento exato qeu a matéria foi ao ar devido ter recebido telefonemas de pessoas indignadas com o episodio, solicitando-o que ligasse o aparelho de televisão para acompanhar a matéria. “Inadmissível que programas usem a desgraça alheia para fazer entretenimento”, declara Cerqueira.

O Grupo Gay da Bahia (GGB) ofereceu a denúncia ao Ministério Público da Bahia solicitando apuração do caso e a garantia de que episódio como este não torne acontecer. Mesmo que pese o delito o GGB não está interessado na defesa do interesse da vitima e sim dos interesses da coletividade. Centenas de milhares de pessoas se sentiram constrangidas em ver a reprodução da matéria em um horário que certamente, crianças, jovens e adolescentes que ainda não dispõem de um senso critico mais apurado possa tomar esse procedimento como exemplo.

O GGB na correspondência pede que o programa e a sua produção seja responsabilizada criminalmente e que seja assinado um Termo de Ajustamento de Conduta para que eles não voltem a cometer o erro. Além do Ministério Público o GGB enviou a denúncia a Secretaria de Cidadania, Justiça e Direitos Humanos da Bahia aos cuidados do Secretário Nelson Pelegrino. Confira o teor da carta clicando AQUI.


 

 

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia