O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  


SESSÃO SOLENE NA CÂMARA DE SALVADOR COMEMORA
O DIA DO ORGULHO GAY E DIA MUNDIAL CONTRA HOMOFOBIA

GGB propõe a criação do Dia do Orgulho Gay

CORREIO DA BAHIA, 30-6-2006 - O Brasil é o campeão mundial em crimes contra homossexuais, com uma média de 150 assassinatos por ano. A Bahia é o terceiro estado em número de crimes homofóbicos, perdendo apenas para São Paulo e Pernambuco. Nos últimos 25 anos, foram assassinados 260 homossexuais no estado. Cerca de 80% dos crimes aconteceram em Salvador, segundo dados do Grupo Gay da Bahia (GGB). Apesar da diversidade cultural, a capital baiana ainda é considerada uma das mais intolerantes contra o homossexualismo pelos homossexuais.


Com o intuito de promover a consciência da sociedade sobre os direitos à livre orientação sexual, foi apresentado, ontem, pelo GGB, durante sessão solene, na Câmara Municipal, a proposta de instituição do Dia Municipal do Orgulho Gay. A sessão foi uma iniciativa do grupo em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho Gay, festejado anteontem em 21 países. O encontro também marcou os 25 anos de fundação da entidade, que há mais de duas décadas traz em sua bandeira colorida a luta pelo respeito às diferenças sexuais e aos direitos humanos.


Com o tema Homofobia não combina com democracia, a sessão teve como objetivo levar à câmara a discussão da criação de um Projeto de Lei que institua o dia 17 de maio como uma data de reflexão sobre o cenário discriminatório na cidade. Historicamente, no dia 17 de maio de 1990, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade do rol das enfermidades. A partir desta data, o homossexualismo foi reconhecido como um estado mental assim como a heterossexualidade, sendo um importante marco para o avanço da conquista de direitos de gays, lésbicas e transgêneros.


Para o diretor do GGB, Marcelo Cerqueira, a instituição de um Dia Municipal Contra a Homofobia vai abrir um canal de reflexões que levarão à mudanças comportamentais e culturais. "A nossa intenção é fazer desse dia um canal aberto para debates e discussões com a sociedade. Queremos conscientizar as pessoas sobre direitos humanos e o direito que todos os homossexuais têm de ser respeitado", afirmou. Cerqueira afirma que a homofobia se apresenta de forma dissimulada na sociedade, tal como o racismo.


"As pessoas fingem que não são preconceituosas, mas são. A homofobia se apresenta dentro da sociedade de várias maneiras, como julgamento, insultos, discriminação e agressões", salienta. O diretor do GGB defende também a criação de uma lei que trate a homofobia como crime, como ocorre com o racismo.

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia