O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 
Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

  

GRUPO GAY DA BAHIA COMEMORA 24 ANOS!

Para comemorar seus 24 anos de fundação, o GGB entregará troféu a 24 personalidades da Bahia que deram maior apoio à luta dos homossexuais. A cerimônia inclui show de transformistas, musica e dança: dia 22 de abril, as 20hs, no Espaço Xis da Biblioteca Central dos Barris.Entre os homenageados, políticos, cantores, jornalistas, intelectuais.

O Grupo Gay da Bahia (GGB) foi fundado como resposta a uma agressão: em princípios de 1980, Luiz Mott, antropólogo paulistano recém mudado para Salvador, contemplava o por do sol com seu companheiro no Farol da Barra, quando um machão desferiu-lhe um tapa na cara, inconformado com a presença do casal homossexual. Um mês depois, em fevereiro de 1980 era fundado o GGB, tornando-se a mais antiga e dinâmica ONG/Gay do Brasil e da América Latina.

A celebração dos 24 anos de fundação do GGB tem como principal destaque a entrega de troféus de honra ao mérito a 24 personalidades que mais se destacaram na Bahia no apoio aos direitos humanos dos homossexuais. Cerimônia bem ao estilo gay, com balé, show de transformismo, drag queens e muito arco íris – não só nos troféus, mas decorando todo o ambiente: uma bandeira de 40 metros com o arco íris comporá o décor. “Escolhemos 24 pelo simbolismo pejorativo que este número carrega na cultura brasileira, associado ao animal veado no jogo do bicho e aos gays no imaginário popular”, diz Marcelo Cerqueira, Presidente do GGB.”Queremos tirar o estigma até hoje associado ao 24, deixando de ser um número da vergonha para ser símbolo do nosso orgulho e consciência homossexual!”

Nestes 24 anos de existência, o GGB fez história não só na Bahia, mas também no Brasil, sucesso que o GGB quer compartilhar com importantes amigos e simpatizantes que colaboraram diretamente para o sucesso desta luta. O primeiro da lista dos 24 homenageados é o Juiz Gudesten Soares, que em 1982, em plena ditadura militar, obrigou a um cartório de Salvador a registrar o GGB como sociedade civil defensora dos homossexuais. Ao todo serão homenageados sete políticos autores de leis ou moções em favor dos direitos humanos da comunidade lesbigay, incluindo os ex-vereadores Bete Wagner, Germano Tabacoff, Raimundo Jorge; os deputados Moema Gramacho, Mauricio Trindade e homenagem póstuma a Luiz Eduardo Magalhães, pelo seu apoio ao projeto de parceria civil; o Prefeito Antonio Imbassay por sua simpatia à causa gay. O segundo grupo homenageado mais numeroso é dos artistas, destacando-se os cantores Caetano Veloso – que declarou “O GGB é o orgulho da Bahia!”, Gilberto Gil, Ivete Sangalo, “madrinha da parada gay de Salvador”. Receberão o troféu dois apresentadores pertencentes à comunidade gay baiana: Di Paula e Bagagerie Spielger. Na área ligada ao Teatro, a homenagem vai para Ana Franco e Nilda Spencer, eterna madrinha dos gays. Três jornalistas foram considerados pelo GGB como particularmente simpatizantes à causa homossexual: o precursor a assinar uma coluna gay em Salvador, Waldemir Santana e os representantes dos jornais O Estado de São Paulo, Biagio Talento e da Folha de São Paulo, Luiz Francisco. Dois religiosos que sempre abriram o coração aos direitos humanos dos homossexuais da Bahia receberão o Troféu Arco Íris: Padre José Hamilton,da Ucsal e o babalorixá Bel de Oxum. Da Universidade, o médico especialista em Aids, Dr. Carlos Brites e o filósofo Ricardo Liper. Da Polícia, a Delegada Isabel Alice e o Tenente Coronel Francisco Leite, sempre solidários em incluir os gays, lésbicas e travestis na lista dos mais vulneráveis ao respeito de seus direitos humanos. (Cf. lista completa abaixo).

PRÊMIO GGB 24 ANOS
Dia: 22/4, 5ª feira, 20hs - Local: Espaço X, Biblioteca Central, Barris
Maiores informações: (71) 328.2262 – 9989.4748

Homenageados (em ordem alfabética)

1. Ana Franco, Escritora, Promotora Cultural, Diretora do Teatro XVIII: editou o livro “Dez Viados em Questão: Tipologia dos homossexuais da Bahia”; homenagem extensiva a todos autores e diretores de teatro;
2. Antonio Imbassay, Prefeito de Salvador, recebeu em audiência diversas vezes os Diretores do GGB e promulgou as Leis n. 5275/97 , 6.498/2004 contra a homofobia; homenagem extensiva aos órgãos públicos do Município que apoiaram a cidadania homossexual;
3. Bagagerie Spilberg, ator transformista, apresentadora de diversos shows e concursos do GGB, contribui com sua arte para a visibilidade gay; homenagem extensiva a todas transformistas, drag-queens e artistas da noite baiana;
4. Bel de Oxum, Babalorixá do Terreiro Abassá d´Oxum, São Tomé de Paripe, por sua participação ativa no projeto Candomblé, Saúde e Axé, homenagem extensiva a todos os adeptos das religiões afro-brasileiras que colaboraram com a causa gay e lésbica;
5. Bete Wagner, ex-Vereadora de Salvador, autora do projeto que incluiu a proibição de discriminar por orientação sexual na Lei Orgânica Municipal de Salvador (1990), servindo de modelo para os demais municípios brasileiros;
6. Biagio Talento, Jornalista correspondente de O Estado de S.Paulo, grande divulgador de noticias sobre a militância homossexual no país;
7. Caetano Veloso, Compositor e cantor, por sua rica produção musical e postura humanista em favor da liberdade sexual e por ter declarado “O GGB é o orgulho da Bahia!”;
8. Carlos Brites, Médico infectologista da UFBa, por seu pioneirismo e importância de suas pesquisas sobre HIV/Aids, homenagem extensiva a todos profissionais da saúde do Creaids, Coas, UFBa, Secretarias de Saúde do Estado e Município que tratam os homossexuais e portadores de HIV/Aids com respeito e dignidade;
9. Delegada Isabel Alice, Titular da Delegacia Especial da Mulher de Salvador, por seu apoio e solidariedade à cidadania das lésbicas, transgêneros e gays;
10. Di Paula, Modista, apresentador de televisão, colunista social e editor do primeiro boletim informativo gay de Salvador, homenagem extensiva aos novos e antigos talentos da moda e designer;
11. Germano Tabacoff, ex-Reitor da UFBa, quando Vereador foi autor da Lei instituindo curso de educação sexual no município de Salvador;
12. Gilberto Gil, Cantor e compositor de músicas que estimulam o respeito às minorias sexuais, co-autor da Lei Municipal de Salvador contra Homofobia;
13. Ivete Sangalo, “Madrinha da Parada do Orgulho Gay de Salvador”;
14. Juiz Gudesten Soares, do Município de Lauro de Freitas, que determinou o registro cartorial do Grupo Gay da Bahia como sociedade civil, homenagem extensiva ao Judiciário baiano por sua esclarecida defesa dos direitos das minorias sexuais;
15. Luiz Eduardo Magalhães, in memória, por seu apoio corajoso ao movimento gay quando Presidente da Assembléia Legislativa da Bahia e da Câmara dos Deputados, homenagem extensiva à Frente Parlamentar de apoio a Livre Orientação Sexual;
16. Luiz Francisco, Jornalista correspondente da Folha de São Paulo em Salvador, grande divulgador de noticias sobre a militância homossexual;
17. Mauricio Trindade, Deputado Estadual, autor da Lei Municipal 5275/97 que pune a discriminação com base na orientação sexual;
18. Moema Gramacho, Deputada Estadual, defensora aguerrida da cidadania dos gays, lésbicas e transgêneros na Assembléia Legislativa da Bahia;
19. Nilda Spencer, atriz simpatizante da cultura gay, homenagem extensiva a todas as atrizes e atores baianos que com sua arte contribuem para o respeito aos homossexuais;
20. Padre José Hamilton, Professor da Universidade Católica de Salvador, que desde a primeira hora apoiou a ética da luta homossexual na Bahia, homenagem extensiva a todos os cristãos que reconhecem a dignidade o amor homossexual;
21. Raimundo Jorge, ex-Vereador, autor da Lei Municipal n.3725/1987 que conferiu pela primeira vez no país o status de Utilidade Pública Municipal ao Grupo Gay da Bahia, homenagem extensiva a todos os vereadores que apóiam a igualdade dos direitos dos homossexuais;
22. Ricardo Liper, Professor Universitário, Mestre em Filosofia, co-fundador do GGB, homenagem extensiva a todos fundadores e participantes históricos da militância homossexual na Bahia e ao jornal O Inimigo do Rei;
23. Tenente Coronel Francisco Leite, defensor dos direitos humanos e cidadania das minorias sexuais, homenagem extensiva a todos policiais civis e militares que tratam os homossexuais com o merecido respeito e dignidade;
24. Waldemir Santana, Jornalista, autor da primeira coluna gay do Norte e Nordeste, “Gato e Sapato”, na Tribuna da Bahia, homenagem extensiva a todos os jornais de Salvador.

A Festa de 24 anos do GGB foi sucesso!!

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia