O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Governador Jacques Wagner responde solicitação do GGB

Documento pede a criação de uma Delegacia Especializada em crimes Homofóbicos e melhorias na segurança no centro de Salvador. Marcelo Cerqueira com o Governador Jacques Wagner.

SALVADOR, 06/12/09 – Preocupado com a situação de violência que a cada dia se espalha pelo centro da cidade e com os ataques de marginais nos ambientes de freqüência homossexual o Grupo Gay da Bahia (GGB) enviou carta ao Governador Jacques Wagner no dia 25 de novembro pedindo intervenção enérgica do Governo da Bahia para diminuir as ocorrências e crimes contra a categoria.

Além de solicitar uma atuação mais rigorosa das duas policias no combate a circulação de meliantes portando arma branca o GGB também solicitou ao Governador, uma demanda antiga, que é a instituição de uma Delegacia Especial para o Combate aos Crimes Homofóbicos, aqueles sofridos pelos homossexuais na Bahia. O GGB constata que muitos homossexuais não são motivados a prestar queixas nas Delegacias por temerem serem ofendidos por policiais menos qualificados para isso. “É muito comum quando o gay vai prestar queixa ouvir de agentes expressões que o coloca na posição de réu”, diz Cristiano Santos, que no GGB registra queixas de homossexuais vitimas de homofobia.  Policiais usam de expressões como “ta vendo, você foi dar pra isso” relata. E não pára por ai não, alguns usam de sua fé religiosa para molestar o gay com expressões do tipo, “Saia dessa vida de pecado, busque Jesus”.

A carta respondida ao GGB no dia 27 de novembro, chegou na sede da entidade nessa última sexta-feira. No documento respondido por Regina Affonso de Carvalho, Secretária Particular do Governador Jacques Wagner a mando do próprio Governador faz referência a criação da Delegacia Especializada bem como a melhoria na segurança pública na região do Centro de Salvador. Está escrito no documento que essas solicitações serão acompanhadas diretamente pelo Gabinete do Governador e as Secretarias envolvidas.

A carta foi enviada ao Governador com cópias para a Secretária de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos aos cuidados do Secretário Nelson Pelegrino, ao Comandante Nilton Mascarenhas do Comando Geral da Policia Militar da Bahia, Presidente da Bahiatursa professora Emilia Salvador e Delegado Geral da Policia Civil da Bahia Dr. Joselito Bispo da Silva. Outra preocupação do GGB expressa na carta é relacionada à chegada da estação do verão e a chegada de muitos turistas homossexuais a capital baiana. " Agente espera que o turista leva boas recordações e a Bahia no coração" diz Marcelo Cerqueira, explicando ter enviado a carta também a Bahiatursa para que dentro de suas competências possa também garantir essa segurança. O orgão vem capacitando hotéis e similares para bem atender essa categoria de turistas. Ainda na opinião do GGB a Bahia é um Estado bastante procurado pelos homossexuais nessa época do ano, qualquer situação de violência e crime envolvendo turistas é sempre um desastre para a comunidade gay internacional.

A solicitação foi feita em nome do GGB, Grupo Quimbanda Dudu e Associação de Travestis de Salvador (Atrás) o protocolo que trata o assunto é de número é de 8510090130053 de 27 de novembro de 2009.

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia