O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Denúncia a entidade foi feita por internauta de São Paulo que achou link horrorizante.
Salvador, segunda-feira, 6h11 min, 6 de fevereiro de 2012 – por Marcelo Cerqueira

Reprodução de imagem do blog. Clique na foto para ampliar.


O internauta de iniciais E.R, 32 anos de São Paulo enviou e-mail ao Grupo Gay da Bahia (GGB) no último sábado 4, denunciado o blogueiro que se apresenta na internet com o nome de Silvio Koerich. E.R relata no e-mail que é homossexual e descreve o seu choque e de outro amigo ao acessar o conteúdo do site e pede apuração do conteúdo extremamente homofobico divulgado. “Espero de todo meu coração que vocês consigam fazer alguma coisa para que essa pessoa pague por isso”, escreve e continua o internauta paulistano. “Estamos eu e meu amigo hétero completamente chocados e desacreditando nos nossos olhos nesse momento. É muito forte e triste ver que existem seres humanos assim e ninguém faz nada” conclui indignado.

O GGB buscou apurar o blog de Silvio Koerich e constatou de fato a presença de um conteúdo extremamente homofobico e odioso direcionado a mulheres e gays.. Em uma postagem de 3 de fevereiro ele escreve o seguinte. “PEGUE UMA ARMA, ENGATILHE E ATIRE EM UM HOMOSSEXUAL” abaixo da chamada para a matéria aparece à foto de uma pessoa morta a pedrada, possivelmente, em cima da vítima aparece uma pedra na parte da cabeça.

E ele não pára! Segue com texto que além de estimular a matança de homossexuais, classifica-os como pedófilos o blogueiro faz uso de linguagem depreciativa e de extremo baixo nível ofendendo com seus termos gays e mulheres. “Matar um homossexual é a mesma coisa que matar um futuro pedófilo”, escreveu Silvio Koerich no seu Blog. “Todos os gays são pedófilos, porém, não são todos que são pegos”, continua a linguagem depreciativa “Quem diz o ditado que quanto mais gay mais mulher sobra SÃO OS PRÓPRIOS VIADOS E MANGINAS QUE JÁ ESTÃO COMENDO.Quanto mais gay, MENOS MULHER SOBRA, já que os viados de hoje em dia são GILETES, comem cu e buceta. GAYS INSEREM ESQUERDISMO NA MENTE DE MULHERES AS AFASTANDO DO BOM DO CAMINHO, AS LEVANDO PARA O FEMINISMO. ISTO TUDO AS CONTAMINANDO COM AIDS” afirma Silvio Koerich e continua em todo o conteúdo estimulando a morte e depreciação dos homossexuais e das mulheres. As letras maiúsculas são do autor Silvio Koerich, que expressa o tamanho do seu ódio contra essas duas populações.

A provocação com uso de linguagem de baixo nível fazendo referência as mulheres vão do  incentivo ao uso da violência contra o gênero feminino como aparece em chamada no site a expressão  “..chutar a cara das feministas” a desclassificação nominal da profissional de comunicação, jornalista Sandra Annenberg da Rede Globo de Televisão chamando-a de “vadia judia”.

Luiz Mott, 65 anos, fundador do Grupo Gay da Bahia e decano do Movimento Homossexual Brasileiro, qualificou ação do blogueiro como intolerável e merece apuração imediata da Polícia Federal, segundo Mott a cada dia um LGBT é assassinado no Brasil vítima da intolerância de gente como o blogueiro Silvio Koerich. Na Bahia somente no mês de janeiro foram assassinados 6 LGBT. “É um acinto aos direitos humanos dos gays e das mulheres”, conclui Mott.

O ativista Nilton Luz, 27 anos, membro da Rede Afro-LGBT teve acesso ao conteúdo mostrado de forma livre pelo blogueiro e considerou como um agravo aos direitos humanos dos LGBT e a democracia virtual. “É preciso conciliar democracia virtual com os diretos humanos, esse tipo de conteúdo não pode ser aceito em hipótese alguma”, disse. Para o ativista gay do Adé Diversidade em Salvador Ícaro Ceita, 30 anos o conteúdo do blog expressa o ressurgimento de ideologias perigosas fundamentadas no machismo e sexismo, que estavam latentes em nossa sociedade desde a redemocratização e promulgação da Constituição de 1988. “É necessária o acompanhamento e punição exemplar do autor, indivíduo  perigoso para a democracia”, conclui Ceita.

Diante dos fatos o GGB encaminhou na madrugada de domingo para segunda-feira ao Serviço de Perícia em Informática do Instituto Nacional de Criminalística (INC) da Polícia Federal, em Brasília queixa solicitando apuração do conteúdo publicado assinado pelo blogueiro, considerado pela entidade como estimulante a violência contra mulheres e LGBT de todo o Brasil. No anexo a queixa as postagens escaneadas retiradas do blog. A entidade espera que a denúncia seja apurada e os responsáveis pelo conteúdo publicado sejam punidos de acordo com o rigor da Lei. 

Confira carta da entidade a PF clicando AQUI!

Denuncie você também através do e-mail crime.internet@dpf.gov.br

Confira conteúdo do blog de Silvio Koerich, clicando nos links abaixo.

http://silviokoerich.org/2012/02/04/designer-pardo-homossexual-tentando-defender-bandido-preto-apanha-de-nossos-leitores-no-rio/

http://silviokoerich.org/2012/02/03/pegue-uma-arma-engatilhe-e-atire-em-um-homossexual/

http://silviokoerich.org/2012/02/03/pegue-uma-arma-engatilhe-e-atire-em-um-homossexual/

http://silviokoerich.org/2012/02/02/por-que-nao-podemos-ter-coisas-boas-vadias-tomam-nossos-empregos-sem-trabalhar-parte-1-ti/

.

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia