O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Movimento em defesa do afeto em público
Gays fazem protesto em shopping de Salvador
Por Redação

 

SALVADOR, BA, 13/02/09 - O Grupo Gay da Bahia (GGB) promoveu na tarde de hoje uma manifestação a frente do shopping Iguatemi em Salvador para denunciar atitude homofobia praticada por seguranças do estabelecimento a um casal Ronney Argolo, 22 anos e Leonardo Melo, 22 anos que circulavam pelas imediações do terceiro piso numa área conhecida como Alameda das Grifes, segunda-feira passada. Eles foram intimidados pelo segurança alegando que as atitudes deles não eram condizentes com as normas do estabelecimento comercial.Os jovens faziam entre si demonstração pública de afeto através de leves beijos.

Na tarde de hoje cerca de oitenta homossexuais, gays, lésbicas e travestis comppareceram as 15hs a frente do shopping com faixas, placas, pirulitos, apitos e bandeiras em punho, ao sol quente de mais de 30º graus, aos olhares atentos da população que aplaudia e resmungavam, protestando contra a forma que o shopping conduziu o processo, que na opinião do GGB eles poderiam desse limão fazer uma limonada “ Eles poderiam aproveitar o momento, fazer uma retratação e propor ações mais concretas no combate a homofobia na sociedade em geral”, disse Marcelo Cerqueira do GGB, alertando que uma ação nesse sentido anteriormente colocada evitaria o choque do protesto gay a frente do comércio.

Tudo durou cerca de duas horas. O que inicialmente era para ser apenas ao lado de fora do estabelecimento tornou-se uma pequena parada gay. Os participantes do protesto decidiram todos entrarem no espaço visitar o local onde ocorreu o ato. Saíram em caminhada pelos corredores do shopping sob aplausos de muitos clientes e funcionários das lojas que saiam para ver o grupo passar como se fosse uma pequena parada gay no shopping Iguatemi.

Luiz Mott em seu discurso a frente e dentro do shopping frisou que naquele local existem homossexuais que trabalham e que a partir de hoje eles terão muito mais auto estima para lidar com situações como esta. “Este ato foi preciso para ajudar diminuir o preconceito, as pessoas precisam ver mais homossexuais e saber que são pessoas absolutamente normais”, disse Mott aos gritos. Segundo ele, o shopping vai promover uma ação de educação em forma de palestra para os seus colaboradores. “Queremos ficar mais próximos para que situações como esta não torne acontecer”, completou.

Em nota divulgada a imprensa o Iguatemi declarou que não iria coibir de forma alguma a manifestação. O superintendente de sobre nome Visco, acompanhou de perto toda a manifestação. Apresentou-se aos líderes do protesto e manteve-se muito a vontade durante todo o ato, inclusive não havia a presença seguranças ao menos ostentando a farda funcional.

Outros grupos comparecerem ao evento ao exemplo do Grupo Gay de Lauro de Freitas, Associação de Travestis de Salvador, Quimbanda-Dudu e Núcleo Diadorim da Universidade Estadual da Bahia (UNEB). Na avaliação do GGB o ato foi positivo porque cumpriu a finalidade de colocar para a sociedade a opressão e violências que os homossexuais são submetidos por todos os dias. “Esperamos que sirva como exemplo aos estabelecimentos do ramo em toda a Bahia, estamos de olho na homofobia”, afirma Marcelo Cerqueira, presidente do GGB.

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia