O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

XI Parada Gay da Bahia
Trio oficial mostra novo conceito de música eletrônica com Karol Guaitolini!

Salvador, Bahia, Segunda-feira, 10 de setembro de 2012 – Marcelo Cerqueira, editor.

A cantora Karol Guaitolini e os dj's e produtores musicais Mauro Telefunksoul & Jeronimo Sodré no trio da XI Parada Gay da Bahia.

Cabelos ruivos, vestindo um longo verde, ostentando decote frontal exuberante a cantora baiana Karol Guaitolini, levou o público ao delírio no comando do trio oficial da XI Parada Gay da Bahia nesse ultimo domingo 9 de setembro. Ela se apresentou acompanhada dos dj's e produtores musicais Mauro Telefunksoul & Jeronimo Sodré que juntos levaram para o evento um novo conceito de música eletrônica misturando as batidas características ao estilo musical com canções marcantes da Música Popular Brasileira. As canções interpretadas pela voz potente de Karol Guaitolini ganharam novas versões executada pelo grupo, cantadas por ela e acompanhada pela multidão que repetia refrões de canções conhecidas. 

Mas o forte mesmo da apresentação da cantora foi à facilidade com que ela interpretava os momentos. Um desses foi quando começou a cair uma chuvinha ela não pensou duas vezes em puxar a canção “Chove Chuva” de Jorge Bem Jor, levando a pipoca do trio oficial ao delírio. Mas logo a chuva passou! Outro momento de improviso foi quando o trio passou em frente ao bar Âncora do Marujo, ela tocou a música “Marinheiro” de Adriana Calcanhoto.

A cantora comemora ter acertado no estilo e ter caído no gosto popular apostando na música que as pessoas cantam no dia a dia, em sua opinião a música brasileira é muito rica, ou talvez a mais rica do mundo e não temos muita necessidade em buscar informações de outras nacionalidades, mesmo que pese a música eletrônica ter uma característica marcada pela Europa e os Estados Unidos.

De acordo com a cantora devido os músicos terem outros compromissos houve pouco tempo para harmonizar o show, mas tudo deu certo e ela ressalta esse aspecto. “Pensaram e, em pouquíssimo tempo preparamos um banquete de improvisação, balanço, suingue  focado na riqueza musical brasileira” disse. O banquete que ela se refere apresentou um cardápio incluindo pérolas de Caetano, Gil, Brown, Lulu Santos e mais fascinante foi ela ter harmonizado Gonzagão com as batidas eletrônicas, ao longo do trajeto de cerca de 2h não deixou de também misturar nessa salada às divas da disco music, a exemplo de Gloria Gainor, Donna Summer e Diana Ross, e outras mais recentes como Madonna, Beyonce, Lady Gaga, Rihanna que não poderiam faltar em eventos do gênero. Na Bahia a cantora é uma das poucas com bagagem intelectual e de voz para executar essa performance conhecida como “Live Act”  que significa “ Ao vivo” e que para isso o artista precisa ter uma excelente técnica vocal, o que foi moleza para a cantora.

 O estilo "Live Act" é uma performance que consiste em bases produzidas pelo Dj e
interpretadas ao vivo por cantores e/ou músicos. Pode ser feita a partir do
instrumental original da música ou em versão "mashup". Esta, trata-se de
cantar ou tocar algo que não tem a ver com aquela playback executado pelo
Dj. Um exemplo: na Parada Gay, enquanto o Dj tocava uma base de House, um
encontro com o compositor Geronimo Santana fez com que a cantora Karol
Guaitolini puxasse "é d'oxum". Improviso este sem sair do tom, nem tampouco
da clave rítmica a que se propõe.

 A performance de Live Act sugerida por Karol, Mauro e Jerônimo trouxe uma
roupagem intelectual, diversificada,  sofisticada e principalmente, brasileira ao evento. E o ponto de partida de toda essa história foi a execução ao vivo do Hino Nacional Brasileiro, com bases de Funk e das claves percussivas do Olodum. O Live é considerada uma performance sofisticada e difícil de ser executada e a cantora explica.
“Exige uma vasta biblioteca musical e de quem canta ao vivo, domínio musical de afinação, interpretação e, além de tudo, o apelo cênico” garante e continua em relação a capacidade da técnica.

“A técnica e o know-how são pré-requisitos no desenvolvimento deste projeto,
sendo preciso total interação dos envolvidos”, conclui. Ainda de acordo com ele esta inteiração que se refere se dá pelo gosto musical dos envolvidos, no caso em questão é a vertente Black. Para além disso, as qualidades dos três profissionais envolvidos neste projeto é indiscutível. Basta ver o histórico individual de cada um deles. A XI Parada Gay da Bahia é parte da Semana da Diversidade Cultural LGBT de Salvador que buscou de 1 a 9 de setembro realizar atividades culturais envolvendo música, feira de negócios, artes e festival de filmes, culminado com a Parada.

A Semana teve apoio do Governo da Bahia através da Secretaria de Cultura (Funceb), Secretaria de Turismo (Bahiatursa), Saúde, SJCDH, Secom, Sepromi e Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

Contate e saiba + sobre os artistas!

 Karol Guaitolini

Site Oficial - www.karolguaitolini.com.br

Facebook – www.fb.com/karolguaitoliniOFFICIAL

Twitter – www.twitter.com/karolguaitolini (@karolguaitolini)

 Dj Mauro Telefunksoul

MySpace - www.myspace.com/maurotelefunksoul

SoundCloud – www.soundcloud.com/djmaurotelefunksoul

Facebook – www.fb.com/maurotelefunksoul.ladob

Twitter -  www.twitter.com/telefunksoul (@telefunksoul)

 Dj Jerônimo Sodré                                             

MySpace - www.myspace.com/duohilight

Soundcloud - www.soundcloud.com/jeronimosodre

Facebook – www.fb.com/jeronimosodre

Twitter – www.twitter.com/Jeronimosodre (@Jeronimosodre)

 Crédito fotos: Ramon Lebre

Facebook - www.fb.com/ramon.lebre

Twitter – www.twitter.com/r_lebre (@r_lebre)

 

Confira também!

Semana da Diversidade
Feira e 11ª Parada Gay chegam com a primavera para colorir centro de Salvador.

Dindha! Senadora Marta Suplicy é madrinha da 11ª Parada Gay da BA.

Programe-se
Veja todas as atrações AQUI!

 

 


 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia