O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Metá-metá!

Adeus a Lacraia, ou a Catarina!
Editoria local Salvador, Ba, 3/03/2010

Luiz Mott, autor.

 

 

Toda semana  Lacraia batia na minha porta pedindo comida, remédio  e algum trocado. Vinte e poucos anos, negra, moradora de rua, suja mas sempre enfeitada com um torço colorido ou uma camiseta decotada.

Cada dia aparecia com uma doença diferente: perebas nos braços, corte infeccionado na perna,
cicatriz de pedrada na cabeça.
Batizado como Edinei, desde pequeno manifestou comportamento efeminado, e
como muitos outros meninos pobres do Nordeste de Amaralina, assumiu-se homossexual, ou melhor,  foi identificado e tratado como "boiola", certamente abusado sexualmente por outros moleques.

Adolescente do tipo"metá metá", como popularmente chamam aos andróginos em nagô, migrou para o centro da cidade, agora chamando-se Catarina Furacão. Frequentemente passava pela sede do GGB, no Pelourinho, à busca de camisinha. Como ela, uma dezena ou mais de gays sem teto vivem pelo centro de Salvador, pedindo esmola, revirando lixos, dormindo em ruína ou debaixo de viadutos, transando e apanhando de outros lumpen na mesma condição subumana. Não tinha fama de praticar assaltos.

No dia 26 de janeiro pp. foi assassinada na esquina do Hotel da Bahia.
"Segundo informações de policiais do 18º Batalhão, a vítima era homossexual
e portador do vírus da AIDS. Morador de rua, Lacraia estava pedindo dinheiro
na sinaleira, quando um veículo branco parou e foram disparados três tiros
contra a vítima."

Foi lembrada pelo Cardeal D.Geraldo Majella em missa celebrada no Cabula VI,
na Comunidade da Trindade em memória dos cinco sem teto assassinados em
Salvador neste início de 2010. Entre os sufragados, "Edinei, conhecido como
Lacraia. Embora investigue a hipótese de crime relacionado com o tráfico de
drogas, a polícia ainda não descartou a possibilidade de homofobia. A vítima
era negro e homossexual." Um vídeo feito por um amador mostra-a estirada no chão, nos últimos instantes de vida.

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia