O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 
Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

  

CURIOSIDADES

Museu da Sexualidade

Pela primeira vez no Brasil é aberto um MUSEU DA SEXUALIDADE - que pretende mostrar um conjunto de fenômenos da vida sexual e da sexualidade no mundo. Situado provisoriamente na Sede do Grupo Gay da Bahia, inaugurado dia 2 de setembro de l998, constando de rico acervo de peças provenientes de diversas culturas e de material incluindo cerâmica, porcelana, mármore, vidro, fibra, acrílico, madeira, tecido, incluindo esculturas, desenhos, objetos utilitários. Trata-se de uma iniciativa do bacharel em História, Marcelo Cerqueira, curador do Museu, com assessoria do Professor Luiz Mott, mestre em etnografia pela Sorbone de Paris e Titular do Departamento de Antropologia da UFBa.

A idéia inicial do museu surgiu a partir da coleta de cerâmicas artesanais realizada nas feiras nordestinas, representando cenas de erotismo ou representações de nudez. A partir desta coleta inicial, foram adquiridas novas peças em outros estados e diferentes países.

Existem museus do gênero notadamente na Europa - sendo os mais famosos World Museum of Erotic Art de Amsterdam, Erotic Art Museum de Hamburg, Museum Erotica de Stockolm, Museu da Sexualidade de Copenhagen, além dos museus eróticos de Barcelona, Paris, Berlim, etc. Um dos mais célebres e antigos é o Gabinete Secreto de Nápolis, parte do Museu Arqueológico local, que reúne fantástica coleção arqueológica de arte erótica proveniente de Herculano e Pompéia. 

Inspiração e linha teórica do acervo

O acervo do Museu da Sexualidade da Bahia consta atualmente com mais de 500 peças, parte delas já catalogadas por especialista na área. A linha filosófica do Museu busca a sua inspiração no Erótico, ou melhor nos temas relativos ao amor. Inspirado pelo amor; que tem o caráter de lirismo amoroso, inspirado ou provocado pelo erotismo, delírio erótico, sensual ou mesmo lascivo. 

Cerâmicas eróticas do Nordeste: 

  • Bahia: Nazaré das Farinhas, Maragogipe, 
  • Sergipe: Carrapicho e na área ribeirinha do Rio São Francisco
  • Pernambuco: Tracunhanhém, Caruaru, Recife e Olinda
  • Norte e Centro-Oeste do Brasil: Pará, Mato Grosso
  • Coleção de canecas em forma de pênis oriundas de diversas partes do mundo
  • Terracotas provenientes do Peru e México, de inspiração nas culturas Incáica, Asteca e Maia
  • Esculturas em bronze e ferro da África Ocidental
  • Porcelanas e metais da Holanda, França e outros países europeus
  • Esculturas em metal e baixos relevos da Índia
  • Cópias perfeitas de esculturas italianas das cidades de Pompéia e Herculano. 

A maior parte destas peças são vendidas em feiras populares ou lojas do gênero, material portanto destinado ao grande público, e que apesar do caráter explícito e às vezes exagerado das representações sexuais, nem por isto tem sua exposição e venda proibidas ou censuradas pelos órgãos de segurança - razão pela qual o Museu da Sexualidade não tem porque temer qualquer tipo de repressão policialesca. Acresce-se ainda o fato que o Museu da Sexualidade tem finalidade pedagógica, estimulando a discussão aberta sobre a sexualidade humana e a cultura sexual popular, com vistas a tornar mais eficaz a prevenção da Aids e Doenças Sexualmente Transmissíveis através da realização de oficinas de sexo seguro (safer sex) e palestras sobre educação sexual.

Tais são portanto os objetivos do Museu da Sexualidade

  • Coletar, classificar e preservar as representações da cultura material e intelectual produzidas pelo homem através da cerâmica, pintura, escultura e demais objetos da cultura popular e erudita com temática erótica, tanto no Brasil, como em outras culturas do mundo com vistas a expor tais produtos culturais e intercambiar com museus congêneres

  • Organizar uma biblioteca e coleção de posters, livros, revistas, jornais, folders e cartões postais enfocando o erotismo nacional e internacional 

  • Organizar salas e exposições temporárias com temas específicos, visando a reconstituição da cultura sexual brasileira (indígena, afro-descendente e européia), com vistas a captar sua diversidade, dialética e tendências

  • Oferecer cursos e palestras sobre história e antropologia da sexualidade e do erotismo, visando abrir o diálogo com professores de educação sexual, universitários e pesquisadores desta área do conhecimento

  • Reservar uma seção do museu e das exposições permanentes e temporárias, sobre Aids e as DST e seu impacto na sexualidade do povo brasileiro

Segundo especialistas em cerâmica popular, muitas das peças artesanais hoje catalogadas como "eróticas", eram simplesmente representações de cenas da vida cotidiana ou, no caso das esculturas de pênis e cenas de cópula, algumas vezes continham significação ritual ou propiciatória, uma espécie de "ex-votos" visando a fertilidade dos seres humanos ou agradecendo a proteção divina às funções genitais. É o caso dos Exus da Bahia, representados com enormes pênis.

O Museu da Sexualidade pretende intercambiar peças com outros museus congêneres internacionais - coletando para tanto peças diretamente nos locais de origem onde são confeccionadas ou em feiras regionais.

Temas de exposições a partir da reserva técnica

  • O erotismo na cerâmica popular vendida nas feiras do Nordeste
  • Da camisa-de-vênus à camisinha: uma volta ao mundo através do preservativo
  • Exu: um orixá da fertilidade e masculinidade
  • Sereias e Iemanjás: a nudez feminina na mitologia
  • A evolução da Roupa Íntima no Brasil: da ceroula/calçola ao fio-dental
  • O sexo debaixo do pano: os fradinhos sacanas

Veja algumas peças da exposição permanente do Museu da Sexualidade

Anjo e Diabo
Anjo e Diabo
Anjo e Diabo
Anjo e Diabo
Anjo e Diabo
Anjo e Diabo

Bodas Ocidentais
Bodas Ocidentais
Contorcionista
Contorcionista
Suruba
Suruba


Fotos: Edson Ruiz

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia