O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Acompanhe debate entre os leitores do A Tarde

Susana (06/03/2009 - 08:30)
Meu Deus, esse GGB deveria se preocupar com a questão de doenças como Aids
que vem aumentando cada vez mais na comunidade Gay, em vez de criticar e ser
hipócrita achando que qualquer pessoa quer ter um filho gay, deixem de ser
ridículos e aprendam a respeitar a opinião de cada individuo, e se respeitem
também se querem ser respeitados, pq. disso vcs esquecem...

João (06/03/2009 - 07:06)
Qua a Claudia Leite fala muita besteira isso é verdade, quanto a sexualidade
do filho dela só o tempo dirá.Ninguem escolhe ser Gay ou Hetero, nem é opção
de ninguem já vem assim. Claudia por ser pessoa publica não deve falar essas
coisas infuencia muita gente...Cala a boca Claudia Leite Qualhado...

Mil (06/03/2009 - 06:45)
Eu acho que tanto a Cláudia como qualquer outra pessoa tem o direito de
expressar a sua opinião sobre quaisquer assuntos, ainda mais sobre o próprio
filho. Se, por um lado, o GGB acha que a Cláudia descriminou os gayz, por
outro lado eu acho que o GGb está vetando a ela o direito de expressão.

Hans (06/03/2009 - 06:44)
cara ninguém tem mais direito de falar nada .. onde está o livre arbítrio e
a liberdade de se falar o que se quiser .. acham que são donos da verdade ..
que todo mundo tem que ser igual a eles. todo mundo tem o poder de escolher
e achar o que é bom pra si sem ser censurado por isso ou aquilo. se a
cláudia n quer é direito dela e pronto. daqui a uns diasa seremos proibidos
de falar qualquer coisa por que sempre tera alguemque acha q esta sendo
ofendido. que se danem! é direito de cada um!

Alex (06/03/2009 - 00:08)
Que eu lembre, na época da polêmica, foi publicado na imprensa uma
declaração do próprio Luiz Mott dizendo que não via motivo para tanto
estardalhaço, chegando mesmo a "absolver" Cláudia Leitte. Agora, ele se
contradiz. Vai ver, ele quer mídia. Cláudia Leitte e qualquer pessoa tem
todo o direito em não querer que seu filho seja gay. Concordo com a luta
contra o preconceito, mas sem hipocrisia.

Sandra (06/03/2009 - 00:01)
Acho engraçado como o pessoal defende o direito da Claudia Leite de não
querer ter um filho gay. Quando a Isabeli Fontana fez um comentário
semelhante, todo mundo criticou e atacou ela. É lógico que ninguém quer ter
um filho gay, a não ser que você ache um barato ver filho sofrer com o
preconceito.

Reivan (06/03/2009 - 00:00)
Se alguém me perguntar se quero que meu filho seja ladrão, traficante,
estuprador, político corrupto e homicida, vou dizer que sim, só para não
desagradar a esses grupos? Acusam Claudia Leite de homofobia só porque ela
não quer que seu filho seja gay? Pergunto, qual a mãe, que em sã consciência
gostaria de ter um filho gay? Será que a mãe do Sr. Luiz Mott, quando ficou
grávida dele, desejou que o mesmo fosse gay? Homofobia é uma coisa,
intolerância é outra.

Alisson (05/03/2009 - 23:59)
essas historias sao velhas conhecidas , esperem pra ver no final de tudo
isso , o filho dela vai ser gay ... tenho uma tia que ficava falando pra
todo mundo que eu era bichinha , resultado: sua filha é sapatona ! nao gosto
dessa xerox de ivete ... aff

Vitor Dos Anjos (05/03/2009 - 23:56)
Sempre Claudia Leito Azedo... procurnado motivos pra aparecer. Daqui a
alguns dias deve sair mais besteiras daquela boca.

João Warkaline (05/03/2009 - 23:50)
Pois é ... são comentarios como esses que fazem pessoas, sem noção fazer
"tais" declaraçoes. Gente de fato o preconceito existe sim! Acho que devemos
aceitar as diferenças dos outros e tentar viver em harmonia... porem na
pratica não é assim. Os homosexuais são agredidos constantemente e sempre
estão procurnado uma forma de se auto afirmarem. Então o bom é " Pensa antes
de sair por ae falando besteiras".

Andre (05/03/2009 - 23:34)
manda esses gays procurar o que fazer, o pais tem tanta coisa importante pra
resover, problemas sociais e miseria, e eles nao dao pitaco nestes assunto,
só vem o lado deles, que é do amor!!!!!! rosa choque.

Karol Sampaio (05/03/2009 - 23:28)
ah!ta bom,e essa agora... q mãe e mais de primeira viagem q espera tdo de
bom para seu filho,vai dizer em uma pergunta tosca de seu filho vir a ser
gay,responde com todo orgulho:eu não quero nem homem nem mulher eu quero um
filhinho homossexual,qr q ele sofra preconceito,apanhe na rua(o q hj ainda
acontece)...nus!q tosco isso vcs qrem é repercussão só pq ela é uma pessoa
mto famosa,claro eu respeito as opções de cada ser humano,mas vai ser
oportunista longe viu..dar toféu d coisa,só p mídia ver

Marcia (05/03/2009 - 23:26)
Claudinha Leite coitada so fez um comentario!!!! E quem gostaria de ter um
filho gay? xuxa? Meu deus o mundo esta perdido.Alem disso o gay se ofende
com tudo ao invez de levar na brincadeira. Claudinha que seu filho seja
muito macho e o meu tambem!!!

Janaína Souza (05/03/2009 - 23:01)
Espero que o filho dela ñ pague por ela e seja gay...

Cristiane (05/03/2009 - 23:00)
Acho que as mães desse gays pensaram a mesma coisa que a Cludinha e nunca
ouvi nenhuma mãe dizer que queria ter filhos gays. Embora isso venha se
proliferando na sociedade, a homossexualidade, para muitos ainda é algo
peculiar. Conheço pessoas que têm em suas famílias gays e não aceitam o fato
de um segundo. O grupo Gay na minha opnião, é uma forma de expressão de
baixo calão e que tentam coagir as pessoas, para uqe essas não de tornem
álvo dos seus atos (gays) agressivos e ofensivos

Fabiano Santana (05/03/2009 - 22:49)
os gays se ofendem com tudo, as pessoas tem opinião propria, ninguem é
obrigado a apoia os grupos gays. cada um na sua.

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia