O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda do GGB
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Municipios
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Cabral diz não temer perder voto por retirar projeto sobre união civil

Deu no Jornal O Globo do Rio de Janeiro nesta sexta-feira 6/9 que o senador Sérgio Cabral (PMDB), candidato a governador do Rio de Janeiro, disse nesta sexta-feira não temer perder votos do segmento homossexual devido à sua decisão de retirar do Senado um projeto de sua autoria que propunha união civil entre pessoas do mesmo sexo. Cabral negou que esta tenha sido uma condição imposta pelo também senador Marcelo Crivella (PRB), bispo licenciado da Igreja Universal, para apoiá-lo no segundo turno. Mas admitiu que recebeu um pedido de Crivella, terceiro colocado na disputa pelo governo do estado no primeiro turno, para retirar o projeto. - Sou notoriamente um defensor das causas civis, como presidente da Assembléia (Legislativa do Rio, cargo que ocupou) e como senador da República - destacou Cabral.

O candidato prosseguiu e informou que seu projeto "não sofreu ainda uma votação em sequer uma comissão e desde 2003 não anda".
- O senador Crivella, que tem peso político, me fez uma solicitação de algo de minha autoria, um projeto que não andou em nenhuma comissão. É uma demonstração clara de que sou um homem do diálogo - afirmou.

Cabral assegurou ainda que não mudou de opinião sobre o tema e que continua defendendo a união civil entre homossexuais. Ele argumentou, porém, que é necessário um esforço em torno de um projeto semelhante, de autoria da ex-deputada federal e ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy (PT), que tramita na Câmara.

Apoio condicionado

Na quinta Crivella informara que condicionara seu apoio a Cabral no segundo turno à retirada do projeto de emenda constitucional que permitiria a união civil entre homossexuais. O projeto foi retirado de tramitação em caráter definitivo. Em troca, Crivella participará formalmente da campanha, pedindo votos para Cabral e subindo em seu palanque.

- Sérgio Cabral mostrou, nos quatro anos de convivência no Senado, ser uma pessoa extremamente democrática. Ele aceitou a minha ponderação. É uma coisa (a proibição da união civil entre homossexuais) que eu diria que é um princípio fundamental, um dogma muito importante, tanto da igreja católica como da evangélica. Católicos e evangélicos são a maioria no Estado do Rio de Janeiro. Pedi a ele que revisse a posição e ele fez. Assinou o requerimento retirando o projeto. Foi um gesto muito importante - declarou Crivella, ainda na quinta-feira. Publicada em 06/10/2006 às 10h37m O Globo e O Globo Online Rio de Janeiro, RJ.


 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia