O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

FORMULARIO DE PROJETOS
Projeto Somos
Centro de Capacitação Paulo César Bonfim
Pólo de Capacitação Dr. Almir S’antana
Plano de ação voltado a prevenção do HIV e Aids e promoção da cidadania GLBT na comunidade homossexual.

Titulo do projeto
Projeto Acorda pra vida
Sexualidade e direitos civis de GLBT na comunidade sergipana

1) Dados da instituição:
Pólo de Capacitação Dr. Almir S’antana – Projeto Somos
Coordenação;

2) Sumario Executivo do Projeto

De acordo com dados epidemiologicos da Secretaria Estadual de saúde de Sergipe desde 1980 até o ano de 2006, foram registrados 1.980 casos de infecção pelo vírus HIV. Estima-se que mais de 50% dessas notificações são envolvendo homens homossexuais e heterossexuais, as categorias de homossexuais/bissexuais representam mais de 40% das notificações apresentadas. Deste modo, torna-se importante como objetivos; a) diminuir a mortalidade causada pelo vírus HIV entre homossexuais, c) promover ações de combate e prevenção dessa doença junto aos homossexuais; d) promover e estimular o uso do preservativo entre estas duas categorias e) distribuir material informativo que estimule a mudança de comportamento de risco por práticas sexuais mais seguras. Valor do projeto R$ 3.000,00 (Três mil reais). População atendida 120 homossexuais no município, no período de 5 meses.

3) Objetivo geral do projeto

a) Contribuir para a redução da infecção causada pelo HIV e Aids junto à população de homossexuais no município bem como promover o uso do preservativo;
b) Promover ações de combate a homofobia junto aos homossexuais e junto a população em geral


3.1) Objetivos especificos
c) Ao final do projeto cerca de 120 homossexuais terão acesso a informações sobre prevenção do HIV aids e hepatite virais;
d) Ao final do projeto cerca de 120 homossexuais receberão noções de combate ao preconceito e a homofobia interna e da população em geral;
e) Ao final do projeto cerca de 120 homossexuais demonstrarão a intenção de usar o preservativo;
4) Justificativa do projeto de intervenção

Este projeto se se justifica por dois motivos primordiais. O primeiro motivo trata-se de que existe uma epidemia de HIV e aids no estado, que de acordo com dados epidemiológicos oficiais são 1.980 notificações devidamente registradas, assim, estima-se 7 mil pessoas que possivelmente estão vivendo com a doença e não sabe que é portador.

A aids não tem cara, não discrimina cor, raça ou etnia. Paralelo a essa situação torna-se urgente desenvolver ações comunitárias e locais de prevenção a essa doença junto aos grupos mais vulneráveis, os homossexuais, trabalhadores do sexo e outras populações.

Os homossexuais constituem-se como um segmento da população que sofre vitima da intolerância e da homofobia. De acordo com dados do Grupo Gay da Bahia indica que desde 1880 –2006 cerca de 2.500 homossexuais foram assassinados no Brasil. O Nordeste se destaca nessa estatística macabra com mais de 50% dos casos. Situação vergonhosa para todos os Estados nordestinos, especialmente Sergipe, que figura nesses dados como um Estado onde os homossexuais são tratados com muita hostilidade, essa situação deve acabar.

Deste modo inseriremos nas ações de prevenção, ações de combate a homofobia da população para que esta mesma não trate homossexuais com hostilidade. Sem cidadania não pode haver prevenção!

5. Atividades do projeto

a) Realizar uma reunião semanal nas residências de algum membro da comunidade, falar sobre direitos humanos, cidadania e auto estima para homossexuais. Eleger temas a serem abordados relativos aos itens acima;
b) Realizar uma reunião semanal para abordar o tema do sexo mais seguro, demonstrar uso do preservativo, falar sobre formas de sexo mais seguro, fazer leitura coletiva de folhetos informativos sobre HIV/Aids e outras DSTs, Hepatite virais e outros;
c) Solicitar junto a Secretaria Municipal de Saúde uma cota mensal de preservativo a ser distribuído junto a população de homossexuais da cidade que participam do projeto;
d) Realizar palestras de combate a homofobia com profissionais do Direito para abordar formas de promoção da dignidade homossexual, tempo de 2hs com no mínimo 25 participantes ou menos;
e) Passar vídeos temáticos que abordem temas de combate ao preconceito e estimule a convivência cidadã entre as pessoas, após exposição, abrir discussão sobre o tema apresentado;
f) Convidar técnicos da Coordenação Municipal de Aids da Secretaria Municipal de Saúde e Estadual para falar sobre sexo seguro e prevenção do HIV;
g) Realizar debates sobre diagnostico (positivo+negativo) soropositividade, convidar técnicos das Coordenações municipais e estaduais de aids das Secretarias Municipais de Saúde.

6.) Monitoramento e avaliação do projeto

N. de reuniões previstas no período
N. de reuniões realizadas com homossexuais no período
N. de pessoas que foram convidadas para as reuniões:
N. de pessoas que participaram da reunião
N. de preservativos distribuídos no período
N. de temas tratados nas reuniões

7) Orçamento, em outro quadro, encontra-se detalhado. 6meses

a) Contratação de coordenador para administrar as ações do projeto. R$ 250,00 X 01 - R$ 1.250,00

b) Contratação de 01 agente comunitário GLBT de saúde - R$ 150,00 X1 = 750,00

c) Lanches para as reuniões com a comunidade local de homossexuais por seis meses(06) R$ 1.000,00 - lanches para oficnas e reuniões comunitárias.



 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia