O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  


"Eu sou o travesti da família brasileira"

Rogéria é a entrevistada do jornalista Marco Lacerda no FrenteVerso deste domingo, que vai ao ar pela Inconfidência FM 100,9

 

SALVADOR, BA, 4 DE JUNHO DE 2009 - Ainda adolescente, Rogéria já corria da polícia nas ruas, no tempo da ditadura. Um pouco prejudicada pelo salto, sempre alto demais. Mas como boa brasileira, ela sempre soube se levantar, ajeitar o penteado e seguir em frente. A uma certa altura, foi animada a candidatar-se à presidência da República com a missão, entre outras, de transformar o Palácio do Planalto em Casa Rosada. Não aceitou, claro. Rogéria é uma mulher séria.

 Mulher, modo de dizer. Porque desde que se entende por gente Rogéria nunca abandonou seu lado Astolfo Barroso Pinto, sua verdadeira identidade. Ou não. Rogéria atravessou a vida na corda bomba de ser ele e ela ao mesmo tempo. Com certeza, por isso, sempre se recusou a fazer a tal cirurgia para mudar de sexo. Por incrível que pareça, Rogéria adora sua genitália masculina.

 Língua ferina e sem freios, na entrevista que ela dá ao jornalista Marco Lacerda, no programa FrenteVerso deste domingo (dia 07), ela critica os gays e se diz precursora do movimento no Brasil e que ninguém fez mais que ela pelo avanço dos direitos homossexuais no país.  Não é qualquer travesti que tem cacife pra dizer isso. Mas Rogéria não é um travesti qualquer. Ao contrário, é um mito da cultura brasileira, aplaudida de pé nos teatros e saudada nas ruas por senhores, senhoras e pelas vovós mais conservadoras. Aos 66 anos da mais convicta lourice, Rogéria, que tem Marilyn Monroe como referência de feminilidade, diz, transbordante de orgulho: “Eu sou o travesti da família brasileira”.   

O FrenteVerso vai ao ar pela Inconfidência FM 100,9, às 21h e pode ser acompanhado de qualquer parte do Brasil e do mundo pelo site www.inconfidencia.com.br

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia