O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Conselho de Psicologia
Psicóloga Rosângela Justino vai ser julgada pelo CFP em Brasília
Por Redação

Psicológa Rosângela Justino

SALVADOR, BA, 21/05/09 - Antes anônima agora famosa por usar a psicologia para “curar” homossexual em seu consultório no Rio de Janeiro e fazer palestras com a mesma finalidade a psicóloga evangélica Rosangela Justino vai ser julgada pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) em Brasília no dia 29 próximo por suas práticas que ferem normas do Conselho em relação a liar com a orientação sexual das pessoas. A psicóloga desobedece a Resolução número 1 de 22 março de 1999 aprovada pelo CFP que estabelece normas de atuação do psicólogo em relação a orientação sexual.

Entre as considerações da norma estão as de que a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem perversão e de que há na sociedade, uma inquietação em torno de práticas sexuais desviantes da norma estabelecida sócio-culturalmente. A psicologia pode e deve contribuir com seu conhecimento para o esclarecimento sobre as questões da sexualidade, permitindo a superação de preconceitos e discriminações. O artigo 4 dessa norma é bem claro no que diz respeito atuação do psicólogo, veja o que diz. Art. 4° - Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.

Psicóloga Justino infligiu vários artigos da norma fazendo busca ativa de possíveis clientes para o seu suposto trata mento clinico que afirmava curar através de terapia homossexuais. Segundo ela existe no Brasil grande quantidade de pessoas querendo deixar o “homossexualismo”, conforme aparecem declarações na mídia nacional dizendo ser de sua autoria. A psicóloga não pára em sua campanha caluniosa contra homossexuais. Em recente entrevista ao site SNN em busca da liderança ela faz referencia a união afetiva entre pessoas do mesmo sexo. “Se tínhamos o valor que o casamento entre homem e mulher era um valor bíblico, ético e moral, mas hoje há um trabalho para desconstruir esse valor, tentando mostrar que o casamento de homem com homem e mulher com mulher é algo natural. Isso é uma forma de minar esses alicerces”, afirmou.  De forma maldosa e proposital ela relaciona casamento com parceria civil confundindo a cabeça das pessoas naquilo que ela acredita.

O GGB deu o Troféu Pau de Sebo, uma honraria destinada aqueles que mais se destacam na divulgação da homofobia no Brasil a Justino por sua campanha caluniosa clinica contra pessoas homossexuais em todo o Brasil. O próprio GGB já enviou cartas ao CFP pedindo instalçao de procedimentos contra a psicóloga que dentre as acusações acusa o GGB e o seu funddor Luiz Mott de fazer apologia ao "homossexualismo".

Recentemente ela concedeu entrevista a revista virtual enfoque onde teria declarado.Rosangela Justino: “O Conselho Regional de Psicologia me condenou. Isto não me impede de continuar trabalhando e eu posso recorrer à instância superior dentro de 30 dias e os meus acusadores também, inclusive para pedir uma pena maior para mim” referindo-se a condenação anterior a essa que via ser julgada agora em 29 próximo. Grupos de defesa e emancipação homossexuai de Brasilia e região planejam ato peidno caçassão do diploma da psicológa.

 

 

 

 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia