O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

Marcelo Cerqueira, presidente do GGB queima a imagem do Papa nas escadarias da Catedral

SALVADOR, 10/05/07 - E para completar esta “Comissão de recepção simbólica ao Papa Bento XVI” em terras baianas só mesmo ouvindo o rosário contestador do líder Gay Marcelo Cerqueira “ estamos aqui na porta deste monumento colonial queimando documentos da Igreja Católica juntamente com a imagem do Papa e dando um troco. Este local histórico foi palco da Inquisição baiana, da morte e da tortura de muita gente inocente, dentre estes infelizes, os sodomitas.
 Não temos nada contra os católicos, mas sim contra uma doutrina que constrange e que humilha os seres humanos. O Papa diz que a homossexualidade é intrinsecamente má. Para o Papa somos uma desordem, mas eu digo que somos sim, uma nova ordem social. Somos ungidos pelo bem, pelo amor de um Deus conciliador, o pai de toda a natureza humana. De nenhum Deus ou de mil e diferentes deuses para quem o desejar.
 E mais importante que um Papa é a nossa própria consciência. E neste aspecto somos só tranqüilidade, pois amamos à quem desejamos e estamos muito bem assim. O que Igreja tem que fazer é se aproximar mais das comunidades. Se aproximar de povo e deixar de ter uma postura condenatória à felicidade alheia, a sua oportunidade em dominar governos, demonstrar poder absoluto, aterrorizar com inferno e condenar diferentes à fogueira já passou, já era, ficou no passado, na banda podre da história."
Um fato ao acaso, da tradição e do misticismo da terra - e deveras inusitado - aconteceu exatamente durante o protesto gay em frente a Catedral, mal presságio ou não, o certo é que surpreendeu à todos, a passagem de um andor contendo o busto relicário desfalcado da cabeça de São Francisco Xavier, o padroeiro da cidade do Salvador, porque a salvou de uma peste de “Bicha [Cólera] ” em 1855. O objeto sacro circulou entre os presentes e teve gente que se espantou “meu Deus, será um agouro, uma condenação divina, outra calamidade que vem por aí?”.
Certos de terem cumprido um papel importante em marcar uma posição contra a perseguição Papal, estiveram presentes neste ato de protesto, além do Grupo Gay da Bahia, representantes do Grupo Gay de Lauro de Freitas, Obákaiodê de Cosme de Farias, um sacerdote umbandista, "Seu Raimundo", que estava apoiando a manifestação na condição de "Pai de Homossexual" e à favor do uso do preservativo, o militante Sassá do GLBT do PT, a presidente da Articulação Nacional das Transexuais e Travestis, Keila Simpson, e outras entidades. (Marccelus Blag)

 

                                                          





Para maiores informações (71) 3321 1848- (71) 9989.4748
 

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia