O GGB    ::    SEJA MAIS UM FILIADO    ::    FAÇA SUA DOAÇÃO    ::    ggb@ggb.org.br
 

Home
Saúde
Movimento GLBT
Grupos GLT
Editorial
Legislação
Direitos Humanos
Orientações
Caderno Cultural
Educação
Agenda 2004
Notícias
Artigos-Opinião
Acontece
Nossas publicações
Turismo
Sociedade
Destaques
Marcelo Cerqueira
Sites
Projetos
Roteiros e serviços

 

  

10 Parada Gay da Bahia
Evento reúne 1 milhão no centro de Salvador
Entidade comemora público recorde e anuncia mais politização para 2012

Jean Wyllys, vereadora Aladilce, Luiz Mott e deputada Alice Portugal - Foto Correio

Veja galeria de fotos. Clique na foto para ampliar.

         

De olho no futuro
GGB anuncia estratégia para 11ª Parada Gay de 2012

Iniciativa visa mais politização e incentivar o turismo LGBT na Bahia

Salvador,BA, domingo, 11 de setembro de 2011, 23h40 - por Marcelo Cerqueira

Cerca de 1 milhão de pessoas lotaram o centro da capital baiana na tarde de hoje por ocasião da 10ª Parada do Orgulho LGBT da Bahia, organizado pelo Grupo Gay da Bahia. De acordo com a programação divulgada as atrações do evento tiveram inicio no palco central por volta das 12h e seguiram até ás 21h com apresentações de shows transformistas seguido por bandas de pagode, axé e outros ritmos musicais de gosto populares.

A cerimônia de abertura da Parada começou com o ator transformista Bagagerie Spilberg trajando um vestido branco e arranjo de penas na cabeça, pedindo um minuto de silêncio em memórias das vitimas do ataque terrorista em Nova Iorque que hoje faz onze anos a tragédia que abalou a humanidade. O discurso de abertura começou com a vereadora Leo Kret, seguido por Marta Rodrigues, Olívia Santana, Aladilce, Vânia Galvão, deputado Federal Jean Wyllys e deputada Federal Alice Portugal.

Logo após as falas políticas dos parlamentares Luiz Mott recebeu das mãos de Bagagerie Spilberg a faixa de madrinha e passou a delegada Patrícia Nuno que fez discurso rápido e emocionado expressando alegria de receber a homenagem, seguido ouviu-se o Hino Nacional na voz da cantora Juliana Ribeiro, às 15h50 o trio oficial iniciou o percurso tradicional seguindo a bandeira do arco íris que representa a diversidade cultural do movimento. O trio realizou pequenas paradas ao longo do trecho. A madrinha Patricia Nuno fez o percurso até a Praça da Piedade.

Um ponto marcante no percurso da Parada aconteceu no retornou ao começo. Na altura da Rua Carlos Gomes, entrada que de acesso ao Largo Dois de Julho, o trio parou e Luiz Mott acompanhado das vereadoras Vânia Galvão, Olívia Santana e do secretário Municipal da Reparação Almir Rogério dos Santos inauguraram a placa que batiza o logradouro como Esquina do Arco Íris, uma solicitação do GGB a Câmara Municipal, concedida por ocasião da Parada. O percurso feito pelos trios foi concluído ás 20h e as atividades do palco às 21h com a banda Pagoe da Mulher Solteira. O vocalista convidou diversas transexuais ao palco e elas dançaram para o público ao som da banda. De acordo com informações do módulo policial do Campo Grande até as 20h30 não havia registro de nenhum tipo de violência ou agravo envolvendo os participantes.

A 10ª Parada Gay da Bahia teve como tema Ser gay não é estranho. Estranho é a homofobia. A idéia ganhou forma graças à criação da agência Propeg de publicidade. A divulgação da campanha ganhou  baneres, cartazes, folhetos, outdoors e vídeo para televisão e internet. A Parada contou com diversos apoios, especialmente da Secretaria de Cultura, Secretaria de Turismo e Prefeitura de Salvador. Marcaram presença no trio oficial da 10ª Parada Ricardo Santana do Coletivo Kiu!, Osvaldo Fernandez do Núcleo Diadorin/UNEB, Rosilene Santana do Grupo Safo de Vitória da Conquista, Harley Henriques presidente do Gapa/Bahia o jornalista André Fischer dono do site Mix Brasil de São Paulo acompanhado de José Augusto sócio da boate San Sebastian em salvador. A Parada teve  transmissão simultânea através do site A Capa de São Paulo, cobertura feita pelos jornalistas Erik Galdino e Augusto Rossi que vieram exclusivamente para o evento. A Parada foi um esforço coletivo guiado pelo GGB e com os parceiros abaixo.

Governo do Estado da Bahia
Secretaria de Estado de Cultura do Estado da Bahia
Fundação Cultural da Bahia – FUNCEB
Secretaria de Estado de Turismo da Bahia
Bahiatursa
Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH)
Secretaria de Estado de Comunicação
Secretaria de Relações Institucionais (Serin)
Superintendência de Direitos Humanos (SUDH)
Agência Propeg de Publicidade
Secretaria de Estado de Defesa Social – SEDS
Coordenação Estadual de DST/Aids
Policia Militar
18º Batalhão de Policia Militar
Comando de Policiamento da Capital – Bahia de Todos os Santos
Comando de Operações da Policia Militar
Policia Civil
Departamento de Policia metropolitana (DEPOM)
Corpo de Bombeiros
Empresa Baiana de Água e Saneamento – EMBASA

Prefeitura de Salvador
Superintendência do Uso do Solo - SUCOM
Salvador Turismo (SALTUR)
Superintendência de Transito e Transporte de Salvador (Transalvador)
Secretaria de Serviços Públicos – SESP
Limpeza Urbana de Salvador - Limpurb
Superintendência de Conservação e Obras Públicas do Salvador - SUCOP
Secretaria Municipal de Saúde - Divisão de Vigilância Epidemiológica (Viep), Programa Municipal de DST/Aids
Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU
Departamento Nacional de DST/HIV, Aids e Hepatites Virais – Ministério da Saúde
Thermas Planetário 11
Site Dois Terços – Salvador
Rede Bahia de Comunicação – TV Bahia
Televisão Aratu – TV Aratu
Rede Bandeirantes de Televisão
Instituto de Radiodifusão da Bahia – IRDEB – TVE
Grupo A Tarde de Comunicação – Jornal A Tarde
Jornal Correio da Bahia
Jornal É Massa

 


Voltar

  __________________________________________________________________________________________________________
  Grupo Gay da Bahia - GGB
Rua Frei Vicente, 24 - Pelourinho - Caixa Postal 2552
CEP 40.022-260. Salvador / Bahia / Brasil 
Tel.: (71) 321-1848 / 322-2552 / 322-2176
Fax: 322-3782
 
__________________________________________________________________________________________________________

         © 2003, Todos os direitos reservados, Grupo Gay da Bahia